MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Leitura Dinâmica
Evento de SUP ou Show de SUP
Por Alex Araujo em 23/10/18
O SUP tem que se profissionalizar para poder receber os novos investimentos!
4248x3072
Show de evento, Pacific Paddle Games 2018, Foto: PPG

 

Estou há 12 anos praticando o SUP e suas modalidades, e neste tempo todo venho acompanhando os eventos nacionais e internacionais. Em 2011 quando foi criada a CBSUP e foi divulgada a primeira etapa do Circuito Brasileiro de SUP Race em Osório, foi um verdadeiro marco para o nosso esporte.


A instituição que nos rege a CBSUP vem em todos estes anos desenvolvendo um trabalho ímpar e com bastante empenho em tentar alavancar o esporte no Brasil e durante estes quase 8 anos as coisas vem acontecendo de forma progressiva, salvo este ano de 2018 que foi um ano de muita recessão em quase todos os esporte no Brasil, até mesmo o carro chefe “Futebol”, passou por momentos podemos dizer que sombrios.


Mas nesta matéria quero me focar pura e simplesmente na questão que ferve minha cabeça em todos estes anos, a ausência das marcas de surf wear nos eventos de SUP.

1280x720
Kai Lenny atleta Hurley. Foto: Divulgação

 

Vamos aos pontos, o SUP é um esporte que sei que alguns vão discordar da minha forma de pensar, mas é derivado do surf, pois até onde sei, remamos em cima de uma prancha e usamos o remos para nos deslocar tanto no Race quanto no sup wave onde o remo também funciona como uma espécie de extensão das mãos dos atletas para poder executar algumas manobras.


O que pude observar ministrando clínicas em várias regiões do nosso país, é que o SUP levou o “Beach Style” em vários locais onde as pessoas nunca imaginaram ter uma prancha em cima do carro, o que trouxe com isso novos adeptos e também novos consumidores de todo o mercado Surf Wear.

1080x720
Bruno Hasulyo atelta Rip Curl. Foto: 11 City Tour

 

Neste 36 anos de surf o que vi foi o surf trazer estilo de vida e fomentar muitas, campanhas publicitárias, produtos, veículos e tudo isso ajudou a movimentar o mercado e com a profissionalização do esporte hoje podemos nos orgulhar de ter o Brazilian Storm arrepiando em todos as facetas do Circuito Mundial seja WSL ou Pro Junior sempre temos um brasileiro incomodando os gringos.

Por que abordei estes assunto? Simplesmente porque hoje temos nosso SUP fazendo sucesso em raias internacionais, vários atletas despontando como Vinni Martins, Guilherme dos Reis, Guilherme Cunha, David Leão entre outros, e sabe qual destes vive exclusivamente do esporte? Nenhum!

1200x630
Mo Freitas, atleta Body Glove, a Foto: Divulgação.

 

Por isso sempre bati neste ponto, temos que trazer as marcas de Surf Wear para o SUP, pois só assim poderemos trazer resultados reais para nosso esporte e para nossos atletas, está foi a receita do bolo que o surf seguiu e hoje temos atletas brilhando em suas pranchas, patrocínios de empresas telefônicas, industrias automobilística e muitas outras que fazem questão de associar sua marca no Surf Style.

A situação no Sup Wave ainda é pior, de todos os atletas que temos hoje, contamos nos dedos e ainda de uma mão só, quem vive exclusivamente do esporte.

Temos que transformar os eventos de SUP em verdadeiro SHOW, isso mesmo com letra maiúscula.

Temos que fazer os atletas serem os atores principais, mas não simplesmente bater nas costas e falar o adjetivo que mais perpétua nos eventos de SUP, o famoso “Monstrão”, que me desculpe hoje estamos mais para palhaços, ou até pior, pois qualquer profissional que trabalhe o mínimo que precisa é ser reconhecido e valorizado pelo seu trabalho.

1094x733
Brasileiros no Rio Surf Pro Foto: Divulgação.

 

Os eventos de SUP precisam ser atrativos para as grandes marcas, pois o tempo que patrocinador se impressionava com logomarca no palanque e praia lotada passou, hoje no mundo globalizado e conectado, qualquer marca que invista um  valor que saber de retorno “Pay Back” real, onde se apresentem números e relatórios condizentes ao nível profissional que queremos para nosso esporte.

Recentemente foi realizado em evento chamado 8th Corinth Canal SUP Crossing – 2018, que reuniu mais de 400 atletas na água, e sabe quem era o patrocinador principal do evento? Uma famosa marca do seguimento surf wear.

O evento tem em sua estrutura, clínicas de SUP, apresentação e degustação de equipamentos, aulas de sup yoga e tudo isso de forma gratuita, atraindo o público para interagir com o esporte e com os atletas.

Nos eventos fora no exterior, o que mais vejo são os atletas da elite do SUP mundial, seja na modalidade Race quanto Wave, sendo patrocinado pelas empresas de surf wear.

WAKE UP!!

Assista ao vídeo do evento:


Veja também
Lobos do Mar

Lobos do Mar

Ivan Mundim

ISA Games 2018

ISA Games 2018

Experiência na raia

SupClub-Guide

SupClub-Guide

Las Palmas

Gabi Sztamfater

Gabi Sztamfater

Rookie focada no tour

Junior de peso

Junior de peso

Daniel Ferlin treina duro

Final Feliz

Final Feliz

Remadores resgatados em Salvador

Perigos do SUP

Perigos do SUP

Buscas continuam na Barra

Você faria isso?

Você faria isso?

Pit River Falls

Sede de vitória

Sede de vitória

Leco focado nas Canárias

SUP em alerta

SUP em alerta

Atletas na bronca em SP

Leitura Dinâmica

Leitura Dinâmica

Brasil em evolução

Foco de campeão

Foco de campeão

Do estaleiro para água

Ibrasurf

Ibrasurf

Curso foi um sucesso!

Palavra dos Atletas

Palavra dos Atletas

Amadores em destaque!

Lobos do Mar

Lobos do Mar

Experiência de vida no esporte

Prodígio no SUP

Prodígio no SUP

Fiona Wylde na luta