MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
APP World Tour
Balanço das finais do Sunset Beach Pro
Por Redação SupClub em 24/02/17
Performance dos brasileiros, atuação fulminante de Kai Lenny e polêmica envolvendo Caio Vaz. Saiba tudo que rolou nas finais da primeira etapa do Mundial de SUP realizada em Oahu, Havaí.
800x533
Kai Lenny e Izzi Gomez vencedores do Sunset Beach Pro 2017. Foto: Brian Bielmann.

 

Ondas clássicas marcaram o último dia de disputas do Sunset Pro, primeira etapa do circuito mundial de SUP, APP World Tour, encerrada na última quinta-feira (23) em Oahu, Havaí.

 

SUPER GALERIA DE IMAGENS - CLIQUE AQUI.

 

As disputas tiveram um início um pouco frustrante para competidores e organizadores, pois, o swell perfeito que estava previsto não se apresentou com as condições esperadas nas primeiras horas da manhã. No entanto, apesar de pequenas, as ondas apresentavam formação excelente e isso motivou os organizadores a dar início às disputas. Até porque, com a janela se encerrando no dia 24 e o risco das ondas abaixarem mais ainda, seria muito perigoso adiar as finais por mais um dia.

 

800x533
Kai Lenny. Sunset Beach Pro 2017. Foto: Brian Bielmann.

No entanto, à medida que o sol se aproximava e as quartas de final tiveram início, Sunset começou a funcionar como que por mágica, bombando séries cada vez maiores e mais perfeitas, impulsionando o desempenho dos últimos 16 Homens e últimas quatro mulheres ainda vivos na competição para um novo nível.

 

Quem pode acompanhar as disputas ao vivo pelo SupClub foi testemunha de mais um capítulo na evolução do surfe com remos. Manobras verticais, remos cravados em paredes, bases e lips, e muita coragem por parte dos competidores, somados à potência e perfeição das ondas de Sunset, criaram o cenário perfeito para que o esporte alcançasse um novo nível.

 

E os brasileiros atuaram de forma magistral dentro deste cenário. Não chegamos à final, é verdade, no entanto, Carlos Bahia, Marcio Grillo e Caio Vaz surfaram com muita atitude e mostraram mais uma vez que não por acaso a cultura dos watersports é tão forte no Brasil.

 

Na primeira rodada das quartas de final, quando o mar ainda estava subindo, Carlos Bahia tentou, mas não conseguiu encontrar os tubos que são sua marca registrada e acabou ficando em quarto na bateria, e na 13ª colocação no campeonato, em disputa contra a revelação Sebastian Gomez, do Peru, filho do legend e Jose “Jarita” Gomez, em terceiro, e Giorgio Gomez, em segundo, avançando junto com Caio Vaz, na primeira colocação, para as semifinais.

 

800x533
Carlos Bahia. Sunset Beach Pro 2017. Foto: Brian Bielmann.

 

Marcio Grillo disputou a última bateria da rodada e encarou um Kai Lenny inspirado. O brasileiro chegou a assumir a segunda colocação na disputa, no entanto, foi o australiano James Casey, juntamente com Lenny, que avançaram para as semis. Grillo ficou na terceira colocação, e em 9º no resultado geral, deixando o havaiano Kody Kerbox em 4º.

 

Na primeira semifinal do dia, Caio Vaz seguiu surfando muito bem e liderava com boa vantagem quando se envolveu em uma desnecessária disputa de onda contra o havaiano Bernd Roediger.

 

Ambos pareciam ter a prioridade da onda e, enquanto Caio estava mais ao fundo, Roediger estava mais próximo do pico. Mas o fato é que ambos estavam muito próximos e na disputa pela onda foi computada uma interferência de Caio sobre o havaiano, resultado esse que puniu o mais velho dos Irmãos Vaz com a perda de sua melhor nota.

 

No entanto, a autoria da interferência foi tão controversa que ela chegou a ser anulada e depois reconsiderada pelos juízes. Maior ainda foi a controvérsia nas redes sociais. Enquanto para os torcedores brasileiros foi nítida a interferência de Bernd sobre Caio, o que apontaria um erro de julgamento da APP, para os havaianos a decisão foi correta.

 

793x496
Na reprodução do vídeo, o momento da polêmica interferência de Caio Vaz (de vermelho) sobre Bernd Roediger. Dúvidas à parte, ficou claro não ter sido uma boa estratégia marcar tão de perto seu adversário em um momento em que estava muito bem colocado no posto de líder da bateria. Foto: Reprodução.

 

O fato é que ficou claro não ter sido uma boa estratégia para Caio ter marcado tão de perto seu adversário em um momento em que estava muito bem colocado no posto de líder da bateria e, ainda, com tempo para troca de sua nota mais baixa dentro da média de corte. Tanto é que mesmo perdendo sua nota mais alta, Caio quase conseguiu avançar para final. Mas, “quase” não é o mesmo que avançar e, assim, Girogio Gomez, em primeiro, e Bernd Roediger, em segundo, avançaram à grande final, para enfrentar kai Lenny e Mo Freitas. Caio acabou ficando na terceira colocação bateria e em 5º na colocação geral do evento.

 

800x533
Marcio Grillo. Sunset Beach Pro 2017. Foto: Brian Bielmann.

Na grande final, um show à parte de Kai Lenny. Com quatro títulos de campeão do Sunset Beach Pro na bagagem, Lenny estava há dois anos sem vencer ali (2015 e 2016, anos em que a vitória foi de Caio Vaz) e mostrou, ao longo da competição, que estava “faminto” por mais um título nessa onda. Porém e de forma apoteótica Lenny alcançou o ápice de seu surfe na grande final.

 

Com um 10 perfeito e um 8,5 no seu ‘scoreline’, ele não só registrou a mais alta média de toda a competição, como garantiu uma merecida vitória em Sunset Beach. A quinta de sua carreira nesse pico.

 

Com uma performance tão arrasadora, Kai não foi ameaçado em nenhum momento na final, no entanto, Bernd Roediger mostrou muita maturidade e sangue frio ao longo da disputa para encontrar uma onda salvadora nos instantes finais da bateria e pular da quarta para a segunda colocação.

 

Giorgio Gomez, terceiro colocado, mostrou uma evolução brutal na competição e surfou com um backside afiado as pesadas e traiçoeiras ondas de Sunset, revelando ser um dos SUP surfistas mais versáteis da atualidade. Grande aposta para figurar entre os líderes da temporada de 2017.

 

800x447
Caio Vaz. Sunset Beach Pro 2017. Foto: Bruno Lemos / Sony Brasil.

 

A quarta colocação não fez jus à performance de Mo Freitas ao longo da competição. Na verdade, ele se manteve em segundo até os instantes finais quando foi ultrapassado por Roediger e Gomez. Ainda assim, começar a temporada como Top 4 é uma ótima maneira de iniciar o ano e estamos ansiosos para ver muito mais deste jovem talento North Shore com sangue brasileiro nas veias ao longo do ano.

 

FINAL FEMININA

 

800x533
Nicole Pacelli. Sunset Beach Pro 2017. Foto: Brian Bielmann.

 

As mulheres tiveram apenas uma bateria disputada no último dia da competição que foi a final feminina.

 

A torcida por Nicole Pacelli era grande e não sem motivo, pois todos sabem que a brasileira surfa muito bem ondas grandes e ela mostrou isso claramente ao longo da competição, sendo apontada a uma das favoritas ao título por conta de seu "go for it".

 

800x533
Fiona Wylde. Sunset Beach Pro 2017. Foto: Brian Bielmann.

No entanto, na grande final, após tomar uma serie pesada na cabeça logo nos primeiros minutos da bateria, a brasileira não conseguiu encontrar seu melhor surfe nas ondas de Sunset e acabou ficando na quarta colocação.

 

Mas isto está longe de ser um resultado ruim para Pacelli. Um 4º lugar ainda permite a Nicole, que tem um título mundial na bagagem, a oportunidade de ganhar força ao longo do ano e brigar por mais uma taça.

 

Mas em Sunset, a disputa pela primeira colocação ficou de fato polarizada entre Izzi Gomez (EUA) e Fiona Wylde (EUA), que mostraram mais sintonia com o mar e disputaram onda a onda a primeira colocação, alcançada por Gomez por apenas 0.16 pontos de diferença.

 

Shakira Westdorp (AUS) também não conseguiu encontrar boas ondas e terminou a disputa na terceira colocação.

 

800x533
Izzi Gomez. Sunset Beach Pro 2017. Foto: Brian Bielmann.

 

O Tour Mundial de SUP Wave entrará em uma grande pausa até o mês de setembro, quando, entre os dias 16 ao 24 será realizada em Nova Iorque (EUA) a segunda etapa do APP World Tour na categoria Wave.

 

SUNSET BEACH PRO 2017

 

RESULTADOS OFICIAIS

 

SUP MASCULINO 

 

1 Kai Lenny

2 Bernd Roediger

3 Giorgio Gomez

4 Mo Freitas

5 Caio Vaz

5 Poenaiki Raioha

9 Marcio Grillo

7 Benoit Carpentier

7 James Casey

9 Sebastian Gomez

9 Robin Johnston

9 Keahi De Aboitiz

13 Carlos Bahia

17 Lucas Medeiros

25 Leco Salazar

25 Alef Araujo

25 Ian Vaz

33 Matheus Salazar

 

SUP FEMININO

 

1 Izzi Gomez

2 Fiona Wylde

3 Shakira Westdorp

4 Nicole Pacelli

5 Annie Reickert

5 Mariko Lum

7 Terrene Black

7 Lara Claydon

9 Iballa Moreno

 9 Skylar Lickle

11 Lori Park

11 Heather Wilcox

 

VÍDEO DAS FINAIS

 

 

MATÉRIAS RELACIONADAS:

 

Sunset Beach Pro Dia 01 - Caio Vaz e Alef Araujo entre os destaques

 

Sunset Beach Pro Dia 02 – Brasileiros mostram força

 

Sunset Beach Pro Dia 03 - Disputas intensas

 

Kai e Izzi vencem o Sunset Beach Pro

 

Veja também
Por dentro do Tour

Por dentro do Tour

O mundo de olho nas Canárias

Panhandle Paddle Classic 2018

Panhandle Paddle Classic 2018

Brasil chega junto

Rei e Rainha do Mar 2018

Rei e Rainha do Mar 2018

Animal e Aline vencem em Ubatuba

Rip Curl Guarujá Open

Rip Curl Guarujá Open

Luiz Diniz vence em casa

Rei e Rainha do Mar

Rei e Rainha do Mar

Evento rola em Ubatuba

Rei de Búzios 2018

Rei de Búzios 2018

Vinni e Lena reinam em Búzios

Rip Curl Guarujá Open

Rip Curl Guarujá Open

Atletas dão show de surf

Rip Curl Guarujá Open

Rip Curl Guarujá Open

Circuito Guarujaense de SUP

Rei de Búzios 2018

Rei de Búzios 2018

Palavra do diretor técnico.

Paris SUP Open 2018

Paris SUP Open 2018

Quem serão os campeões?

Aloha Spirit 2019

Aloha Spirit 2019

Calendário confirmado

Peru é palco do Pan

Peru é palco do Pan

Pan-Americano de SUP 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Evento cancelado

Brazilian SUP Storm

Brazilian SUP Storm

Brasil domina ranking APP 2018

South to South de SUP Vicentino

South to South de SUP Vicentino

Léo Gimenes imbatível em Itararé

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Pontos valiosos em Ocean Beach