MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Leitura Dinãmica
Companhias aéreas x usuários
Por Alex Araujo em 14/12/18
Desrespeito e falta de cuidados imperam no mercado.
600x361
Foto: Divulgação.

 

Desde sempre as companhias impuseram várias dificuldades em embarcar e manusear equipamentos náuticos, bem sei que também isso se estende a outros tipos de equipamentos , mas vamos nos ater em nosso foco que são as pranchas.

Já fazem mais de 35 anos que estou inserido dentro dos esportes aquáticos e desde pequeno nas rodas de conversas sobre as trips sempre escutei os absurdos que os surfistas mais velhos relatavam sobre as roubadas com as companhias aéreas, desde pranchas quebradas, preços absurdos e equipamentos extraviados.

Em 1990 quando tive a oportunidade de fazer minha primeira trip ao Peru, pude entender e passar na pele tudo o que ouvia naquelas rodas, lembro como se fosse hoje, fui viajar pela já extinta Varig, e minha bag com 3 pranchas chegou rasgada e uma das pranchas com o bico e rabeta miodos. E assim foi na maioria das minha viagens nacionais internacionais, sempre uma roubada registrada.

800x533
Roubadas no aerporto com pranchas. Foto: Divulgação.

 

Quando o SUP entrou na jogada ai a situação ficou pior, várias operadoras impuseram impecílios, regras absurdas e embarcar sua prancha passou a ser uma verdadeira missão impossível. Por várias vezes minhas pranchas foram quebradas, e vários atletas também sempre tiveram a mesma reclamação, ou as pranchas chegavam quebradas ou era um estresse total para embarcar o equipamento.

Me recordo uma etapa do Brasileiro em Aracaju, que a prancha do remador Rafael Maia, chegou partida no meio, até hoje não consigo acreditar na tamanha falta de cuidado e manuseio de quem carregou este equipamento na aeronave.

Hoje passaram a cobra uma taxa para o envio dos equipamentos, pensei que com isso os cuidados seriam maiores, mas advinha? A lambança ainda continua.

O tetracampeão Luiz Guida, chegou neste Pan-Americano com sua prancha quebrada no meio, será que estes caras sabem o que é um atleta se preparar um ano todo para uma competição e chegando na hora sua ferramenta de trabalho estar toda destruída. Isso é uma falta de respeito e um grave crime ao consumidor.

960x1280
Prancha do atleta Luiz Guida quenrada ao meio em um vôo do Brasil para Lima no Peru. Foto: Divulgação.

 

O atleta Daniel Ferlin top do circuito APP World Tour, além de ter suas pranchas extraviadas pela Royal Marrocos, recebeu as pranchas um dia depois com seu sarcófago destruído e as pranchas todas quebradas.

A questão é a seguinte, as companhias aéreas alegam sempre que o serviço externo do aeroporto é terceirizado é que eles não tem controle sobre os funcionários que ali estão, mas isso é desculpa?

768x1024
Daniel Ferlin com seu sarcófago destruido no seu vôo para a Gran canaria. Foto: Augusto César/SupClub.

 

Não, pois é a mesma coisa de você sentar em um restaurante e comer uma sobremesa estragada e na hora de reclamar para o dono do restaurante ele falar que a tal sobremesa é terceirizada e ele não tem controle. Como assim? Você comprou de quem o serviço? Então meus amigos temos que começar a exigir nossos direitos e não aceitar mais esta falta de respeito, pois pagamos a maior taxa e passagem do mundo,  maior taxa tributária do mundo e o mínimo que merecemos é respeito.

Vamos registrar este próximo ano todos os descasos com nossos equipamentos pelas companhias aéreas e fazer um protesto formal e exigir mais cuidado para a nossa ferramenta de trabalho.

Mahalo!

Veja também
Molokabra

Molokabra

Tudo pronto em Fortaleza

Itapuma Surf e Sup Festival

Itapuma Surf e Sup Festival

Hermano Victor sai na frente

Realce Nordeste Itapuama Festival

Realce Nordeste Itapuama Festival

Nordestino de SUP Wave

CBSUP

CBSUP

Jogos Radicais Urbanos 2019

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

Em busca da medalha

CBSUP

CBSUP

Entidade divulga Ranking 2019

Brasileiro de SUP Race

Brasileiro de SUP Race

Condições difíceis marcam a segunda etapa

Brasileiro de SUP Race

Brasileiro de SUP Race

Brasília pronta para receber evento

Circuito Baiano de Sup Race

Circuito Baiano de Sup Race

41º Regata Marcílio Dias

SUP World

SUP World

Red Paddle Dragon

Desafio Ecoporan

Desafio Ecoporan

Atletas dão show nas águas de Itacaré

Euro Tour

Euro Tour

Vinni Marrins é terceiro na Espanha

ISA & APP World Tour

ISA & APP World Tour

Parceria de Sucesso

Row To Win

Row To Win

Festival de Alma Salgada

London SUP Open

London SUP Open

Nova geração domina a etapa

CBSUP

CBSUP

Brasília é palco da segunda etapa