MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Na Pali race 2018
Fechando o Ciclo
Por Alex Araujo em 07/08/18
Fabinho chega no lugar mais alto do pódio na Na Pali Race
483x574
Na Pali Race 2018 Foto: Divulgação.

 

Nosso amigo fabinho Valongo, participou neste último domingo da Na Pali Race, prova com um visual alucinante e vibração ímpar, neste texto passo um pouco de tudo que convesrei com ele.

 

A Na Pali é uma prova pouco explorada pelos profissionais, devido a não ter premiação em dinheiro, teve muitos comeptidores de Oahu e outras ilhas aqui do Hawaii. 

 

Nunca vi uma prova com tanto canoa OC-1 e OC-2, também tem a participação de canoas a vela, alucinante ver estas embarcações passarem muito rápido ao seu lado. Mesmo sendo uma prova pouco explorada, vale muito a pena fazer o visual é alucinante e as condições perfeitas.

 

O Organizador da prova, faz uma cerimônia muito raiz, foi alucinante. Fizemos uma roda antes da largada, com uma oração e duas pessoas contaram toda história da ilha de kauai,muita vibração!

 

Este ano a logística da prova foi complicada devido a uma tempestade que causou um grande  alagamento, desativando uma estrada, que era exatamente o caminho que levaria os competidores ao local da largada da prova. Com isso tivemos que ir a outra praia, mas mesmo assim a organização não deixou a desejar.

 

1600x1200
Na Pali Race 2018. Foto: @feattheranchor

 

Como estavam as condições da prova é como foi o downwind?

 

Desde a largada o downwind foi muito perfeito, muito alinhado, surf o tempo todo de cansar a perna. Mesmo tendo a opção de ir com pranchas de leme, ainda prefiro a 14, pois você tem que caminhar bem na prancha e não perde a excência do surf.

 

Qual prancha você usou na competição?

 

Usei uma prancha 14 pés, alugada da marca Blue Planet, modelo Bump Rider. Nunca tinha remado com esta prancha, peguei ela no dia da prova e super aprovei. Não tem muito este lance de prancha boa não, se você esta na raia tem que remar e se jogar!

 

1600x1196
Na Pali Race 2018. Foto: @feattheranchor

 

Dos competidores do M2O, quais estavam na raia?

 

Dos competidores do M2O os únicos que consegui ver foram os havaianos Jonh Jonh que competiu novamente no paddleboard e Kai Lenny que mais uma vez fez história no Foil Board.

 

 

Encontrou alguma dificuldade no percurso?

 

A única dificuldade da prova é você se concentrar, pois o visual dos clifs é alucinante, se vacilar você acaba perdendo os bumps por estar observando toda aquela beleza natural. Temos muitas paisagens bonita no Brasil, mas este tipo de visual não dá para comparar.

 

Você conseguiu mais um ótimo resultado. No M2O segundo lugar na categoria e agora campeão Overall 14, faça um balanço desta sua temporada no Hawaii?

 

Poxa brother, não poderia ser melhor, estou muito feliz de ter conseguindo conquistar estes resultados, no M2O o nível é muito alto, ter ficado a frente por exemplo de remadores como Belar Diaz, para mim foi um grande feito, pois embora me dedique muito nos treinos, não me considero profissional e estes caras são reamadores de alto nível e conhecidos mundialmente.

 

Na prova de Na Pali mesmo não tendo um nível tão alto de comeptidores devido a não ter premiação em dinheiro, tem muito remador local fera. Cheguei na frente de muito garoto de 20 a 29 anos e isso foi muito satisfatório para mim.Andei muito bem na prova a galera vibrava ao me ver passar, no final da prova muita gente veio falar comigo, me elogiando, fiquei amarradão, e isso é um resultado de muitos anos de SUP. "Treino para mim e meu maior adversário sou eu mesmo".

 

1600x1196
Fabinho Na pali Race 2018.Foto:@feattheranchor

 

Mande um recado a todos os remadores que sonham com este sonho de disputar as principais provas de downwind aí no Hawaii:

 

O recado é treinar, se preparar e acreditar em você. O mais importante é ter apoio da familia, filho, esposa. Durante todos os desafios meu pensamentos estavam com eles. Um treinador que confie em você, e agradeço ao Américo por todo treinamento e parceria.


Além disso se cercar de pessoas que lhe façam puxar o nível , e quanto a isso eu gostaria de agradecer de coração, o Chaer, Fabiano, André, Lucas e o Douglas que foram pessoas que tiveram comigo durante meus treinos.

 

Gostaria de agradecer o SupClub e seu editor Alex Araujo que desde o começo me apoiou e acreditou nos resultados!

Fabinho conta com o apoio da SGA Toyota, Voga , Puro Suco, Emporio Verde, Itaipu Surf Hoe.

 

Resultados Na Pali Race 2018

Name                 Category      GenderTime         StartFinish

Fabio Valongo        SUP 14 40-49Male      2:39:50.00:00.02:42:50.0

Marc Beeby        SUP 14 40-49Male      3:13:28.40:00.03:16:28.4

Elizabeth CamposSUP 14 40-49Female    3:22:27.00:00.03:25:27.0

Sean Collins        SUP 14 40-49  Male      3:39:50.70:00.03:41:50.7

 

NameCategory       GenderTime Start           Finish

Kai Lenny   FoilMale       1:19:59.80:00.01:22:59.8

 

Name            Category  Age     Gender TimeStart           Finish

Stewart MclachlaStock Prone 19-29Male2:22:23.40:00.02:25:23.4

John FlorenceStock Prone 19-29Male2:45:04.50:00.02:48:04.5

Kona JohnsonStock Prone 19-29Male2:47:27.50:00.02:50:27.5

Tyler JaggersStock Prone 19-29Male2:48:01.70:00.02:51:01.7

Govi TillotsonStock Prone 19-29Male2:52:37.50:00.02:55:37.5

Johnny GinellaStock Prone 19-29Male3:33:35.60:00.03:36:35.6

 

 

Aloha!!

 

Fechando o Ciclo

Na Pali Race 2018

Fabinho chega no lugar mais alto do pódio na Na Pali Race

Nosso amigo fabinho Valongo, participou neste último domingo da Na Pali Race, prova cheia de visual alucinante e vibração ímpar, neste texto passo um pouco de tudo que convesrei com ele.

A Na Pali é uma prova pouco explorada devido a não ter premiação em dinheiro, teve muitos comeptidores de Oahu e outras ilhas aqui do Hawaii.

Nunca vi uma prova com tanto canoa OC-1 e OC-2, também tem a participação de canoas a vela, alucinante você ver estas embarcações passarem muito rápido ao seu lado. Mesmo sendo uma prova pouco explorada, vale muito a pena fazer o visual é alucinante e as condições perfeitas.

O Organizador da prova, faz uma cerimônia muito raiz, foi alucinante. Fizemos uma roda antes da largada, com uma oração e duas pessoas contaram toda história da ilha de kauai,muita vibração!

Este ano a logística da prova foi complicada devido a uma tempestade que causou um grande  alagamento, desativando uma estrada, que era exatamente o caminho que levaria os competidores ao local da largada da prova. Com isso tivemos que ir a outra praia, mas mesmo assim a organização não deixou a desejar.

Como estavam as condições da prova é como foi o downwind?

Desde a largada o downwind foi muito perfeito, muito alinhado, surf o tempo todo de cansar a perna. Mesmo tendo a opção de ir com pranchas de leme, ainda prefiro a 14, pois você tem que caminhar bem na prancha e não perde a excência do surf.

 

Qual prancha você usou na competição?

Usei uma prancha 14 pés, alugada da marca Blue Planet, modelo Bump Rider. Nunca tinha remado com esta prancha, peguei ela no dia da prova e super aprovei. Não tem muito este lance de prancha boa não, se você esta na raia tem que remar e se jogar!

 

Dos competidores do M2O, quais estavam na raia?


Dos competidores do M2O os únicos que consegui ver foram os havaianos Jonh Jonh que competiu novamente no paddleboard e Kai Lenny que mais uma vez fez história no Foil Board.

 

 

Encontrou alguma dificuldade no percurso?

 

A única dificuldade da prova é você se concentrar, pois o visual dos clifs é alucinante, se vacilar você acaba perdendo os bumps por estar observando toda aquela beleza natural. Temos muitas paisagem bonita no Brasil, mas este tipo de visual não dá para comparar.

 

Você conseguiu mais um ótimo resultado. NoM2O segundo lugar na categoria e agora campeão Overall 14, faça um balanço desta sua temporada no Hawaii?

Poxa brother, não poderia ser melhor, estou muito feliz de ter conseguindo conquistar estes resultados, no M2O o nível é muito alto, ter ficado a frente por exemplo de remadores como Belar Diaz, para mim foi um grande feito, pois embora me dedique muito nos treinos, não me considero profissional e estas caras são reamadores de alto nível e conhecidos mundialmente.

 

Na prova de Na Pali mesmo não tendo um nível tão alto de comeptidores devido a não ter premiação em dinheiro, tem muito remador local fera. Cheguei na frente de muito garoto de 20 a 29 anos e isso foi muito satisfatório para mim.Andei muito bem na prova a galera vibrava ao me ver passar, no final da prova muita gente veio falar comigo, me elogiando, fiquei amarradão, e isso é um resultado de muitos anos de SUP. Treino para mim e meu maior adversário sou eu mesmo.

 

Mande um recado a todos os remadores que sonham com este sonho de disputar as principais provas de downwind aí no Hawaii:

O recado é treinar, se preparar e accreditar em você. O mais importante é ter apoio da familia, filho, esposa. Durante todos os desafios meu pensamentos estavam com eles.

Um treinador que confie em você, e agradeço ao Américo por todo treinamento e parceria. Além disso se cercar de pessoas que lhe façam puxar o nível , e quanto a isso eu gostaria de agradecer de coração, o Chaer, Fabiano, André, Lucas e o Douglas que foram pessoas que tiveram comigo durante meus treinos.

Gostaria de agradecer o SupClub e seu editor Alex Araujo que desde o começo me apoiou e acreditou nos resultados!

Fabinho conta com o apoio da SGA Toyota, Voga , Puro Suco, Emporio Verde, Itaipu Surf Hoe.

Resultados Na Pali Race 2018

Name

Category

 

Gender

Time

Start

Finish

Fabio Valongo

SUP 14 40-49

 

Male

2:39:50.0

0:00.0

2:42:50.0

Marc Beeby

SUP 14 40-49

 

Male

3:13:28.4

0:00.0

3:16:28.4

Elizabeth Campos

SUP 14 40-49

 

Female

3:22:27.0

0:00.0

3:25:27.0

Sean Collins

SUP 14 40-49

 

Male

3:39:50.7

0:00.0

3:41:50.7

 

Name

Category

Age

Gender

Time

Start

Finish

Kai Lenny

Foil

 

Male

1:19:59.8

0:00.0

1:22:59.8

 

Name

Category

Age

Gender

Time

Start

Finish

Stewart Mclachlan

Stock Prone 19-29

 

Male

2:22:23.4

0:00.0

2:25:23.4

John Florence

Stock Prone 19-29

 

Male

2:45:04.5

0:00.0

2:48:04.5

Kona Johnson

Stock Prone 19-29

 

Male

2:47:27.5

0:00.0

2:50:27.5

Tyler Jaggers

Stock Prone 19-29

 

Male

2:48:01.7

0:00.0

2:51:01.7

Govi Tillotson

Stock Prone 19-29

 

Male

2:52:37.5

0:00.0

2:55:37.5

Johnny Ginella

Stock Prone 19-29

 

Male

3:33:35.6

0:00.0

3:36:35.6




Aloha!!

 

 

Veja também
Rei e Rainha do Mar

Rei e Rainha do Mar

Evento chega em Ubatuba

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Treino da elite.

Tríplice Coroa 2018

Tríplice Coroa 2018

Palavra dos atletas!

Barra Paddle Sup Race

Barra Paddle Sup Race

Porto da Barra recebe evento

Aloha Spirit Downwind

Aloha Spirit Downwind

Confira os Resultados!

Aloha Spirit Downwind

Aloha Spirit Downwind

Acompanhe ao vivo!

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Evento em espera

Spot Paddle

Spot Paddle

Confira os Resultados!

Pensamento forte

Pensamento forte

Vinni Martins chega no Topo.

Tríplice Coroa 2018

Tríplice Coroa 2018

Acompanhe ao vivo!

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Swell chega junto

Jogos Radicais Urbanos

Jogos Radicais Urbanos

Palavra dos atletas!

Campeã em foco

Campeã em foco

Aline Adisaka

Tríplice Coroa 2018

Tríplice Coroa 2018

Prova em espera!

Tríplice Coroa 2018

Tríplice Coroa 2018

Hawaii é aqui!

Jogos Radicais Urbanos 2018

Jogos Radicais Urbanos 2018

Balanço da etapa!