MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
ISA WSUPPC
Mundial da ISA Dia 01 | Race Long Distance
Por Redação SupClub em 02/09/17
Brasileiros mandam bem em dia marcado pelo alto nível técnico dos competidores em águas dinamarquesas. Confira balanço do dia e galeria de imagens.
Mundial da ISA Dia 01 | Race Long Distance. Foto: Reprodução.
Mundial da ISA Dia 01 | Race Long Distance. Foto: Reprodução.

Teve início neste sábado (2) em Copenhague, Dinamarca, as disputas do ISA World SUP and Paddleboard Championship, Mundial de ambas as modalidades realizado no estilo olímpico organizado pela ISA (International Surfing Association).

 

O dia foi marcado pelas modalidades de SUP race e paddleboard longa distância (18 km) masculino e feminino, contando com a presença de grandes nomes do esporte representando seus países. A cada ano que passa, o nível da competição aumenta e o que seu nas águas da capital dinamarquesa foi um verdadeiro show de remadas.

 

A raia da prova foi o canal do porto de Copenhague e também uma parte do Mar do Norte, com ventos variando bastante, tanto na intensidade quanto na direção, assim como as águas, ora calmas, ora mais agitadas.

 

SUP e paddleboard largaram juntos, porém, separados por gênero. Primeiro foi a vez das mulheres e em seguida a dos homens.

 

O feminino largou às 5h (horário de Brasília) e o que se viu foi um nível muito alto com a presença das melhores do mundo entre 57 remadoras representando seus respectivos países.

 

Annabel Anderson da Nova Zelândia fez jus ao seu favoritismo e foi a primeira a cruzar a linha de chegada de maneira consistente com o tempo de 2h04m16s. Em seguida, após 2h06m30s de remada Sonni Honscheid, da alemanhã, chegou na segunda colocação seguida pela francesa Olivia Piana, em terceiro, com o tempo de 2h07m09s e Fiona Wylde, dos EUA, completando o pódio na quarta colocação com o tempo de 2h07m15s.

 

O Brasil estava representando por Babi Brazil e Aline Abad que mandaram muito bem. Babi chegou na 12ª colocação, com o tempo de 2h12m34s, e Aline na 21ª colocação.

 

Já no paddleboard feminino, que não teve participação brasileira, ouro ficou com a super campeã Jordan Mercer (Austrália), seguida por Jessica Miller (Nova Zelândia), com a prata, Kathrine Zinck Leth-Espensen (Dinamarca), com o bronze e Flora Manciet (França) com o cobre.

 

Em seguida, às 8h30 (horário de Brasília) foi a vez dos homens largarem. Prova de nível altíssimo, com a participação de 70 atletas representando 42 países, protagonizada por Connor Baxter (HAV), Bruno Hasulyo (HUN) e Titouan Puyo (FRA), brigando pela primeira colocação desde o início da prova, mas seguidos de perto por Daniel Hasulyo (HUN) e Mo Freitas (HAV).

 

Na reta final, porém, em um belo Sprint, Bruno Hasulyo e Connor Baxter duelaram remo a remo pela primeira colocação, no entanto, o húngaro estava inspirado e conquistou a medalha de ouro por uma pequena diferença sobre Baxter. Titouan Puyo, veio logo em seguida e conquistou o bronze e Mo Freiras fechou o pódio com a medalha de cobre.

 

Defensor do ouro em 2015, o australiano Michael Booth acabou caindo de sua prancha logo no início da prova, perdendo muitas posições, partindo então para uma prova de recuperação. No entanto, não conseguiu a tão sonhada medalha e terminou a prova na nona colocação.

 

O Brasil estava representado por Arthur Santacreu (SP) e David Leão (BA). Ambos não largaram bem, mas conseguiram evoluir ao longo da prova e se mantiveram no terceiro pelotão fazendo um bom trabalho de equipe, alternando suas posições para aproveitar a esteira. Estratégia semelhante a que os ciclistas adotam no Tour de France, entre outras competições de ciclismo. Arthur cruzou a linha de chegada na 15ª colocação e David, que tem apenas 16 anos, chegou em 16º. David e o dinamarquês Christian Andersen eram os atletas mais novos na competição (16 anos), mas o brasileiro, no entanto, conseguiu chegar bem à frente do competidor local.

 

No paddleboard masculino tivemos mais um bom resultado para o Brasil com o paulista Patrick Winkler chegando na décima colocação. Lachie Lansdown, da Austrália, ficou com a medalha de ouro, seguido por Sam Shergold, da Nova Zelândia, com a prata, Dart Schade (EUA), ficou com o bronze e Jack Coop, da Inglaterra, completou o pódio com a medalha de cobre.

 

A competição segue neste domingo (03) com as disputas de SUP Sprint com check-in às 4h e previsão de largada para as 5h (horário de Brasília). O Brasil será representado por Arthur Santacreu (SP) e Aline Adisaka (SP).

 

ACOMPANHE AO VIVO - As provas poderão ser acompanhadas ao vivo pelo SupClub, mídia oficial do ISA World SUP and Paddleboard Championship 2017.

 

MATÉRIAS RELACIONADAS

 

- Galeria da abertura do Mundial da ISA

 

10 coisas que você precisa saber sobre o Mundial da ISA

 

 

Veja também
Competições

Competições

Vem ai a Rei de Búzios 2018

Competições de SUP

Competições de SUP

Elite feminino vai de 14 pés na Carolina Cup 2018

PASA 2017

PASA 2017

Caio leva o ouro e Brasil termina com a prata

PASA 2017

PASA 2017

Brasil rumo ao ouro Pan-Americano

PASA 2017

PASA 2017

SUP Race garante 4 medalhas para o Brasil

Cearense de SUP Wave

Cearense de SUP Wave

Festival Barong Surf Club agita Fortaleza

Mundial da ISA

Mundial da ISA

Mundial da ISA será no Brasil em 2018

Competições

Competições

Lucas Medeiros vence o Washed by the Sea Challenge II

Competições

Competições

Panamericano de Surfe e SUP

Canoagem Onda

Canoagem Onda

Sul-americano de Waveski

CBSUP

CBSUP

Galeria de imagens do IWC 2017

CBSUP

CBSUP

IWC encerra circuito brasileiro com show de SUP Wave

CBSUP

CBSUP

Brasileiro de SUP Wave chega à reta final

Competições

Competições

Aloha Spirit do Leme ao Pontal está de volta

CBSUP

CBSUP

SUP Wave entra em ação nas ondas de Ibiraquera

Competições

Competições

Washed by the Sea Challenge II