MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Competições
Novo capítulo na disputa entre ISA e ICF pelos rumos do SUP
Por Luciano Meneghello em 16/06/17
CAS, Tribunal de Arbitragem reconhecido pelo Comitê Olímpico, irá mediar a disputa entre ISA e ICF pelo direito de serem reconhecidos como organização máxima do stand up paddle. Saiba mais.
1400x780
A mediação do CAS é muito importante para que um rumo na organização global do esporte seja definido e, assim, acelerar o processo de inclusão do SUP nas Olimpíadas. Foto: Reprodução.

 

Mais um capítulo na disputa pelo direito de representar os interesses do stand up paddle como entidade máxima a nível mundial foi escrito no início desta semana. ISA (International Surfing Association) e ICF (International Canoe Federation) pediram ao CAS (Court of Arbitration for Sport), Tribunal de Arbitragem para o Desporto reconhecido pelo Comitê Olímpico Internacional, que medie novas discussões sobre a governança do Stand Up Paddle a nível global.

 

A disputa entre ambas as entidades pelo direito de ditar oficialmente os rumos do SUP globalmente intensificou-se ano passado, com o anúncio da inclusão do surfe nas olimpíadas de Tóquio, fruto de um trabalho de anos capitaneado pela ISA, e um anúncio de que a entidade teria como nova meta, a partir desta conquista, incluir o stand up paddle, o que provocou uma reação contrária por parte da ICF, que desde então vem trabalhando para ser reconhecida como legítima entidade para levar e representar o SUP nos jogos olímpicos (entenda o caso aqui).

 

Em nota oficial, Fernando Aguerre, presidente da ISA, declarou que essa é a melhor saída para resolver esse impasse: “Estamos satisfeitos por essa questão estar agora sendo analisada pelo CAS, uma entidade que faz parte da organização Olímpica. Por isso, acreditamos este é o fórum apropriado para que este caso seja resolvido de maneira justa”, acredita.

 

Recentemente a ISA deu um passo importante para ganhar mais legitimidade junto à comunidade global ao juntar forças com a APP (Association of Paddlesurf Professionals).

 

A IFC, no entanto, também está movendo suas peças nesse tabuleiro de xadrez e passou a incluir o SUP race em provas internacionais de canoagem, como o Sul-americano de Canoagem Oceânica que acontecerá no segundo semestre, possivelmente em Ilhabela (SP), além de chancelar importantes provas de race na Europa, onde tem grande força.

 

Politicagens à parte, a movimentação dessas duas entidades globais de peso é mais um exemplo do potencial que o stand up paddle tem. É também uma amostra de que esse esporte, que também é um estilo de vida, seguirá crescendo muito em todo mundo.

 

No início dos anos 2000 o visonário Laird Hamilton apresentou o SUP ao mundo e disse que esse esporte em pouco tempo seria "muito maior do que o surfe". Passados pouco mais de dez anos desde que essa afirmação foi feita, e analisando tudo que aconteceu nesse curto espaço de tempo, fica cada vez mais claro que o legend irá acertar mais uma vez. 

Veja também
Competições

Competições

Como ajudar os brazucas no Mundial da ISA

Mundial da ISA

Mundial da ISA

Aline busca apoio para competir no Mundial

CBSUP

CBSUP

Um oásis paulista será palco do Avaré Water Festival

SUP Wave

SUP Wave

Leco comanda o show no Guaiúba

CBSUP

CBSUP

Avaré Water Festival anunciado

Equipe brasileira

Equipe brasileira

Convocação Oficial para o Mundial da ISA

CBSUP

CBSUP

Balanço do Bahia Race Pro

CBSUP

CBSUP

Animal e Lena chegam na frente em Salvador

CBSUP

CBSUP

Programação do Bahia Race Pro

Competições

Competições

Ausência justificada

CBSUP

CBSUP

Talentos em destaque na segunda etapa do Brasileiro de SUP

Molokai 2 Oahu

Molokai 2 Oahu

M2O: Vinnicius chega em 5º em prova vencida por Travis Grant

Brasileiro de SUP

Brasileiro de SUP

Transmissão ao vivo de alto nível

SUP & Paddleboard

SUP & Paddleboard

Molokai 2 Oahu 2017

Competições de SUP

Competições de SUP

Bahia Race Pro

Competições de SUP

Competições de SUP

Marinho e Moah chegam na frente em Porto Belo