MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
New York SUP Open
Sean Poynter vence em NY
Por Alex Araujo em 22/09/18
Em uma final eletrizante o norte-americano Sean Poynter vence o havaiano Zane Schweitzer e sai na frente da corrida para o título da APP World Tour 2018;
1005x670
Sean Poynter New York SUP Open Foto: Augusto Cesar/SupClub

 

Rolou neste sábado em ondas pequenas, com formação regular as disputas do New York SUP open, primeira etapa do mundial de Sup Wave da APP World Tour.

O grande campeão da etapa foi o norte-americano Sean Pointer que teve performances destruidoras nas pequenas, porém perfeitas ondas de Long Beach.

Confira tudo o que aconteceu neste sábado de  disputas em Long Beach.

 

Terceiro Round:

Tivemos os duelos restantes do terceiro round do evento, o Local de Maresias Marcio Grilo foi eliminado na décima bateria em um confronto contra o atleta Fisher Grant.

 

Na décima primeira bateria tivemos um confronto 100% brasileiro entre o campeão mundial Leco Salazar e Léo Gimenes, a disputa foi acirrada, mas o atleta de São Vicente teve uma escolha de onda melhor e venceu a bateria .

A última bateria do dia o guarujanese Luiz Diniz não teve dificuldades para vencer o atleta Berned Roediger e com uma apresentação sólida avançou para o quarto round da competição.

O Brasil sofreu baixas, mas mesmo assim foi para o quarto round com três representantes, Matheus Salazar, Luiz Diniz e Wellington Reis.

 

1005x670
Wellington, New York Sup Open Foto: Augusto Cesar/SupClub

 

Quarto Round:

 

Na segunda bateria do quarto round, tivemos a batalha de dois brasileiros e um norte-americano, Wellington Reis, e Matheus Salazar e Sean Pointer travaram uma disputa eletrizante nas pequenas ondas do pico de Long Beach.

A bateria foi vencida pelo norte-americano Sean Poynter com Wellington Reis na segunda colocação também garantindo vaga nas quartas de final do evento. Matheus Salazar ficou com a terceira colocação e está fora da disputa.

O brasileiro Luiz Diniz enfrentou na sua bateria das quartas de final o havaiano Mo Freitas e o F. Grant.

 

O guarujaense conseguiu fazer duas boas ondas e manteve a liderança da bateria e avançou para as quartas de final do evento.

 

Quartas de Final Masculino:

A primeira bateria das quartas de final entre o brasileiro Wellington Reis e o taitiano Poenaiki Raioha começou eletrizante. os atletas entraram com muita vontade na água.

O taitiano Poenaiki Raioha começou bem a bateria arrancando um 7.0 dos juízes e assumiu a ponta da disputa. Wellington que demostrou um condicionamento físico extraordinário, vinha pegando uma onda atrás de outra buscando o resultado.

O local de Camburi pegou uma boa esquerda onde arrancou um 6.5 dos juízes, precisando apenas de 4.04 para virar a bateria, e a onda da virada quase veio em uma esquerda onde o atleta colocou uma boa velocidade, fez uma manobra rápida ganhando a sessão depois finalizou com um floater no inside.

Mas os juízes não viram a onda com um 4.04, e o brasileiro foi eliminado com o taitiano avançando para a semifinal do evento.

Na disputa seguinte o havaiano Kai Lenny enfrentou o norte-americano Sean Poynter na disputa por uma vaga na semifinal do evento.

kai começou forte a disputa com uma esquerda onde arrancou um 5.5 e depois uma direita de 4.43, mas Sean estava muito à vontade e com scores de 9.10 e 7.27 liquidou a fatura com o placar de 16.37, despachando o havaiano e seguindo para a semifinal com a maior nota do dia do NY SUP Open.

Na terceira bateria tivemos outro confronto envolvendo numa disputa entre Estados Unidos e Hawaii. Os atletas Zane Schweitzer do Hawaii e o atleta F. Grant dos USA tiveram uma bateria de poucas ondas, mas mostraram um surf de qualidade em long Beach.

Zane comandou o início das ações com duas boas esquerdas uma com um score de 8,33 e outra 7.00 que somaram 15.33, garantiu sua vitória na disputa deixando Grant em combinação na bateria.

O havaiano mostrou uma ótima sintonia com o pico, conseguiu imprimir boa velocidade e fazer manobras com bastante pressão apesar das condições difíceis do mar.

1005x670
Luiz Diniz, NY SUP Open Foto: Augusto Cesar/SupClub

 

Na última bateria das quartas de final o brasil foi representando pelo guaruajense Luiz Diniz contra o francês Alexis Deniel.

 

Luiz abriu a bateria com boa esquerda onde executou três boas manobras que lhe garantiu uma nota 7.00, o guarujanese aproveitou a vantagem de estar surfando de frontside e pegou mais uma boa esquerda onde desferiu 3 manobras expressivas arrancando um 8.10 dos juízes, deixando o Alexis Deneil em combinação, garantindo o brasil na semifinal da competição.

 

Semifinal Masculino

Na primeira disputa tivemos o taitiano Poenaiki Raioha contra o norte-americano Sean Poynter.

Sean que vinha de uma grande vitória no round anterior onde fez a maior somatória do evento, estava com o backside afiado nas pequenas ondas de Long Beach, e na sua primeira onda executou 3 manobras bem agressivas arrancando um 7.67 dos juízes, e em uma outra onda praticamente igual ele conseguiu a mesma nota somando 16.34.

Faltando 4 minutos para o final da bateria o taitiano saiu da água para trocar sua prancha, mesmo assim não conseguiu deter o ataque poderoso de Sean, que garantiu a primeira vaga na grande final do evento.

1005x670
Zane Schweitzer, New York SUP Open Foto: Augusto Cesar/SupClub

 

Na segunda bateria da semifinal o Brasil entrou na água com o guarujaense Luiz Diniz enfrentando o havaiano Zane Schweitzer.

 

Zane fez mais uma ótima apresentação, logo no início da bateria pegou uma boa esquerda e arrancou um 7.83, depois fazendo uso da prioridade pegou outra esquerda e com manobras fortes e precisas, tirou um 6.5 vencendo o brasileiro, garantindo a vaga na final contra o destaque do dia Sean Pointer.

Com este resultado Luiz Diniz garante a terceira colocação no evento e segue com tudo para as próximas disputas.


960x640
Sean Poynter, New York SUP Open Foto: APP World Tour

 

Final Masculino:

 

Na grande final o bicho realmente pegou. Os dois melhores surfistas do evento, deram um show de surf nas ondas de Long Beach.

O havaiano Zane Schweitzer começou a bateria com uma bela esquerda somando 6.33, logo após da onda de zane, Sean pegou uma direita e literalmente quebrou a onda arrancando dos juízes um 8.84.

Zane até que tentou, e surfou muito, mas não conseguiu superar Sean que estava "on fire" neste sábado e com o placar de 16.37, deixou Zane em combinação, vencendo o NY SUP Open abrindo vantagem na corrida pelo título mundial da APP World Tour 2018. 

 

 

 

Veja também
W2 Downwind

W2 Downwind

Confira os Resultados!

W2 Downwind

W2 Downwind

Confira ao vivo!

CBSUP divulga ranking

CBSUP divulga ranking

Campeões Brasileiros 2018!

Rei e Rainha do Mar

Rei e Rainha do Mar

Evento chega em Ubatuba

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Treino da elite.

Tríplice Coroa 2018

Tríplice Coroa 2018

Palavra dos atletas!

Barra Paddle Sup Race

Barra Paddle Sup Race

Porto da Barra recebe evento

Aloha Spirit Downwind

Aloha Spirit Downwind

Confira os Resultados!

Aloha Spirit Downwind

Aloha Spirit Downwind

Acompanhe ao vivo!

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Evento em espera

Spot Paddle

Spot Paddle

Confira os Resultados!

Pensamento forte

Pensamento forte

Vinni Martins chega no Topo.

Tríplice Coroa 2018

Tríplice Coroa 2018

Acompanhe ao vivo!

Red Bull Heavy Water 2018

Red Bull Heavy Water 2018

Swell chega junto

Jogos Radicais Urbanos

Jogos Radicais Urbanos

Palavra dos atletas!

Campeã em foco

Campeã em foco

Aline Adisaka