MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
SupClub
Remadas de verão
Por Redação SupClub em 02/01/15
Para fugir do flat do verão, a galera de Santos se diverte remando de canoa havaiana e mergulha nas origens dos esportes polinésios.
Remadas de verão Foto: Rogério Martins de Mello
Remadas de verão Foto: Rogério Martins de Mello

Por Rogerio Mello

A chegada do verão e a tendência de condições mais fracas para o surf nessa época do ano formam um cenário pouco animador para quem espera pelas ondas em busca de diversão. Percebendo um certo desânimo entre os atletas de surf treinados por mim através do Estúdio RM acessória, tive a ideia de oferecer a eles a possibilidade de se divertir mantendo a forma e conhecer mais a fundo as origens dos esportes polinésios - e do próprio surf - através de uma remada de canoa havaiana.

Entrei em contato com o professor Caue Serra e marcamos horário e local do nosso primeiro desafio de canoa: Ponta da Praia, em Santos, com destino a algumas praias desertas do Guarujá, acessíves somente por embarcação ou através de trihas.

Caue iniciou uma palestra contando sua historia como atleta, e suas conquistas. Ele foi vice-campeão mundial por equipe (V12), Tri-campeão brasileiro individual (V1) e Tri-campeão brasileiro por equipe (V6). Em seguida, ele falou sobre a importância da embarcação de origem polinésia, também chamada de Canoa Havaiana, Wa'a, Va'a, Outrigger. Essas embarcações foram importantes para o processo de colonização daquela região.

Devido às características propícias, os nativos de toda aquela região utilizavam as canoas como meio de transporte entre as ilhas. Cada região (ilha ou arquipélago) acabou desenvolvendo suas embarcações de acordo com as características locais. No Havaí, por exemplo, onde o mar é mais agitado, as canoas têm uma curva de fundo envergada, enquanto que no Taiti as embarcações possuem formato mais alongado, com um cockpit fechado para cada um ou dois remadores, dependendo do modelo. Todas têm em comum as três partes fundamentais neste tipo de embarcação: o casco (ou hull), o flutuador (ou ama) e os braços que ligam um ao outro (yakos).

Após esse bate papo, todos pra água. O dia estava lindo e remamos um pouco pela orla de Santos para, em seguida, atravessar o canal do Porto em direção à praia do cheira limão, onde fizemos uma parada pra relaxar, curtir a natureza. Foi uma tarde de conhecimento a equipe, sempre com alegria, sincronismo resistência e força.

Um dia de flat pra lá de especial. A animação foi tanta que já estamos marcando a próxima remada!

 

Veja também
Caio Vaz

Caio Vaz

A campanha do campeão

SupClub

SupClub

O SUP como ferramenta de treinamento

SupClub

SupClub

Pegando um bronze com estilo

SupClub

SupClub

O troco de Natal

SupClub

SupClub

A nova geração e o SUP

SupClub

SupClub

Rio das Ostras, paraíso do SUP

SupClub

SupClub

Hilton Alves pintará o maior mural de surf art do mundo

SupClub

SupClub

Bezinho Otero estreia websérie

SupClub

SupClub

Jonas Letieri, SUPeração e realização em Arraial do Cabo

supclub

supclub

SUP Portifólio: Pedro Fortes

supclub

supclub

SUP Vídeo: Kai Lenny air reverse

supclub

supclub

Jonas Letieri, um exemplo de SUPeração

supclub

supclub

Encontro de Modalidades na Bahia?

supclub

supclub

Floripa SUP Club realiza sonho de mãe gaúcha

supclub

supclub

Com orçamento apertado, mãe gaúcha luta para conseguir um SUP de verdade