MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Perrengue em rio
Com um leash inadequado, mulher quase se afoga em rio nos EUA
Por Redação SupClub em 09/06/17
Remadora ficou presa ao fundo do rio pelo equipamento. Por sorte uma equipe de resgate conseguiu agir a tempo de evitar uma tragédia. Caso ilustra a importância de se usar o equipamento correto para cada ambiente. Saiba mais.
897x531
Por sorte a base de salvamento era bem próxima da ocorrência e o resgate foi feito a tempo de se evitar uma tragédia. Foto: Reprodução / South Tahoe Now.

 

Uma mulher de Nevada (EUA) quase perdeu sua vida ontem durante uma remada em Upper Truckee River, localizado no lago Tahoe, na Califórnia.

 

De acordo com relatos, a equipe de resgate da região recebeu uma chamada de socorro após um grupo de turistas comunicar que uma mulher de cerca de 50 anos, que havia saído para uma remada, estava em apuros, presa à correnteza do rio.

 

Por sorte a base de salvamento era bem próxima da ocorrência e sargento Jason Cheney conseguiu chegar ao local da ocorrência em menos de um minuto. Com a ajuda de um remador que estava no local, eles conseguiram chegar rapidamente à vítima que estava parcialmente submersa e apresentando traços de hipotermia (a temperatura da água estava em torno de 7Cº).

 

Cheney percebeu então que o leash da mulher estava preso a cascalhos no fundo do rio. Ela usava um leash tradicional de surfe, que acabou se enroscando em um galho submerso. O trecho do rio onde ocorreu o incidente não era de corredeira, porém, a água se movia em um fluxo relativamente forte.

 

Com a ajuda do remador, eles conseguiram libertar a mulher e levá-la para a terra seca. Os paramédicos chegaram logo em seguida e levaram-na para o hospital para os devidos cuidados. De acordo com relatos, ela apresenta um quadro de melhora, mas segue em observação.

 

1080x675
A remadora profissional Nikki Gregg durante uma remada em rio de corredeira com o modelo correto de leash para esse tipo de ambiente: em mola, preso à cintura ou, ao colete salva-vidas, com sistema de desengate e totalmente para fora da água. Foto: Reprodução.

 

Esta ocorrência ilustra uma situação muito perigosa e facilmente evitável: ao remar em rios ou corpos de água que apresentam muita correnteza, remadores NUNCA devem usar um leash tradicional de surfe, cuja ligação com a prancha se faz através de um cabo de uretano preso ao tornozelo. Isso porque esse tipo de equipamento fica totalmente submerso durante a remada e, no caso de rios e lagos, onde há muitos galhos e pedras entre o sedimento no fundo, o risco dele ficar preso a algum desses obstáculos é alto. No caso de uma jusante o fluxo do rio irá “puxar” o remador para o fundo do rio em uma situação dessas, o que pode inclusive ser fatal dependendo da força das águas.

 

Como você evita isso? Novamente, NUNCA use um leash tradicional de surfe quando for remar em rios. No caso de rios com corredeira ou de águas rápidas o leash que deve ser usado é o leash em mola preso ao seu colete ou cintura e com um rápido sistema de desengate. Em caso de rios de águas profundas e com pouca movimentação de água, um leash de mola preso ao tornozelo ou abaixo do joelho também pode ser usado, mas desde que tenham um bom sistema de desengate e que fiquem totalmente para fora da água.

 

Quer saber mais sobre leashes? Clique AQUI.

 

Fonte: southtahoenow.com

 

Confira mais dicas de segurança lendo nossa página de SUP DICAS.

 

Veja também
SUP World

SUP World

Resgate na Ilha da Madeira

NOAA

NOAA

Previsão com mais precisão

San Gallan

San Gallan

Direitas no deserto

North Shore de Oahu

North Shore de Oahu

Homenagem a Sunny

Wavegarden

Wavegarden

Praia da Grama – Piscina de alto padrão

SUP

SUP

Remo Livre

Atleta SUP Race

Atleta SUP Race

Atualização de cadastro

Leonardo Gimenes

Leonardo Gimenes

DNA no SUP Wave

Pacific SUP Challenge 2019

Pacific SUP Challenge 2019

Diário de bordo

Reef artificial

Reef artificial

Webber cria conceito

Laird Hamilton

Laird Hamilton

Sessão quilométrica

Pacific SUP Challenge 2019

Pacific SUP Challenge 2019

10 dias no Pacífico

Danilo Couto

Danilo Couto

Big rider movimenta Salvador

FGSUP

FGSUP

Desenvolvimento é o foco

Surfland

Surfland

Piscina é realidade

SUP World

SUP World

Zane Schweitzer