MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Opinião de remador
Doping | Quando o esporte burla as regras
Por Paulo Prass em 22/08/17
Paulo Prass, paddle coach do Walea Canoa de Porto Alegre, faz um alerta sobre o uso desleal de substâncias ilegais na busca por mais performance e os riscos fisiológicos e morais que essa prática acarreta.
709x397
O doping, além de desonesto, ultrapassa o bom senso de vida saudável, para se tornar uma obsessão de vaidade extrema e exagerada. Foto: Reprodução.

 

No esporte existem sempre dois caminhos: dentro das regras, ou fora das regras. Um de meus atletas me fez a seguinte pergunta:

 

“Paulinho, você acha possível competir em igualdade de condições; um atleta que treina muito, mas não usa nenhuma substância especial para aumento de performance, contra outros atletas que usam substâncias proibidas consideradas doping no meio olímpico?”

 

A minha resposta foi a seguinte: Não é questão de ser possível ou não competir contra esses atletas que usam substâncias que chamam de "ajuda" quando algumas estão na lista de substâncias proibidas pelo COI, mas, neste caso, não temos igualdade de condições e não é uma competição justa. No meu entender trata-se de uma forma de enganar a si próprio, uma forma desonesta e que ultrapassa o bom senso de vida saudável, vira uma obsessão de vaidade extrema e exagerada.

 

Não sejamos ingênuos, pois a todo momento temos ao nosso lado vários atletas que seguem este caminho.  Sou contra e jamais indicarei este caminho para qualquer atleta.

 

Gabriel Medina estrala campanha contra o doping promovida pelo Minstrério do Esporte:

 

Aqui vai meu alerta, pois muitos atletas querem que alguns de seus esportes se tornem olímpicos, mas vários usam substâncias proibidas, ou irregulares e também por vezes usam drogas que consideram "normais" no dia a dia. O nome diz tudo “droga é droga”.

 

No ambiente olímpico o controle é regular em período de treinos com efeito surpresa e em competições como normal. Portanto, o melhor mesmo é não usar drogas ou substâncias proibidas. 

 

 

* Paulo Prass foi Técnico Chefe da Seleção Brasileira de Remo nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996 e hoje desenve o trabalho de paddle coach da Walea Canoa localizada na Ilha Grande dos Marinheiros, em Porto Alegre (RS).

Veja também
Rei e Rainha do Mar

Rei e Rainha do Mar

Compromisso com o SUP

Natureza renovada

Natureza renovada

Da Lama às ondas!

Young Guns #2

Young Guns #2

De Itacaré para o mundo!

Conexão México

Conexão México

Takeo no "Mexican Pipe"

Rema forte

Rema forte

Paddleboard cresce no Brasil

Projeto Remar

Projeto Remar

SUP Inclusão

Conexão Hawaii

Conexão Hawaii

12 temporadas na conta

Sup Guide - México

Sup Guide - México

Ondas pesadas e Perfeitas

Young Guns

Young Guns

Nova geração do SUP

Expedição Tapajós 2018

Expedição Tapajós 2018

Desbravando o Rio Amazonas

CBVAA Anuncia curso

CBVAA Anuncia curso

Formação de Árbitro de Va’a

SUP Sustentabilidade

SUP Sustentabilidade

ONG Trash Hero Bangkok

SUP GUIDE – Peru

SUP GUIDE – Peru

Buenas olas Hermano

Direto da Indonésia

Direto da Indonésia

Black trunk Brazuca

Water Guide

Water Guide

Você sabe o que é downwind?

Caio Vaz no foco

Caio Vaz no foco

Direto do estaleiro