MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Moah Jessika
Guerreira brasileira em terra oriental
Por Alex Araujo em 29/11/18
Moah Jessika bate um papo com o SupClub direto de Wanning.
1024x683
Moah Jessika em ação durante a bateria do Race técnico no ISA World SUP 2018. Foto: Pablo Jimenez

 

Nesta quinta-feira foi dia de folga para os competidores do ISA World SUP 2018, mas não para equipe SupClub e  conversamos com alguns atletas para saber o que estão achando deste mundial na China.

Batemos um papo com Moah Jessika que representou o Brasil no Race Técnico, e se prepara para participar da categoria Sprint na prova, confira a matéria:

SUPCLUB:
Como estão sendo estes dias de intercâmbio aí na China?

O intercâmbio é sensacional, diferentes línguas e culturas, novas amizades. Até mesmo o intercâmbio dentro do próprio time Brasil, onde você passa a conhecer um pouco mais de cada um, está sendo muito bom.

SUPCLUB: Você fez uma ótima prova na primeira fase da competição, qual prancha você usou?

Usei na prova uma race 12'6 Starboard AllStar 23,5 de meio que consegui emprestada de um italiano. Uma prancha muito boa com bastante estabilidade.

1024x683
Moah Jessika aproveitando uma onda para se distanciar ainda mais das outras remadoras. Foto: Pablo Jimenez

 

SUPCLUB: Qual a diferença que vice pode enxergar competindo na raia com as melhores atletas da atualidade?

 

Percebi que tenho muito a melhorar, mas levando em consideração tudo que cerca um atleta, vejo que o alto nível se dá pelo fato da maioria delas se dedicarem apenas ao esporte. Bons patrocínios, equipamentos de ponta, tempo livre para apenas treinar, apoio financeiro onde elas não precisam se preocupar em como irão viajar, o foco é simplesmente treinar. Bem diferente das brasileiras. Acredito que com condições melhores nós temos grandes chances de nos igualarmos.

SUPCLUB: Sobre o percurso da prova o que você achou?

Achei o percurso um pouco longo para uma prova técnica. Foram 5km com longos trechos de remada sem onda, 4 voltas no percurso com 3 transições na areia, correndo e carregando a prancha, bem duro. Então mesmo com o surf no pé, prevaleceu a remada mais forte e a resistência, mas foi digno de um Mundial.

SUPCLUB: Qual lição você traz para o Brasil depois de participar de um evento deste nível?

Trago do Isa Games muita lição de casa, mais vontade de treinar e de me aproximar cada vez mais do nível internacional feminino.

Volto muito feliz com meu desempenho no Race técnico, consegui avaliar meus pontos fortes e os pontos a serem melhorados. Volto ainda mais contente e satisfeita de ter feito uma prova divertida, onde surfei ondas com qualidade técnica que era meu principal foco e o que eu mais gosto de fazer.



900x600
Moah Jessika criou várias ações para poder viver este momento na China. Foto: Sean Evans

 

SUPCLUB: Uma pena você não poder participar da Prova de Long distance, nesta prova teremos somente a participação de Aline Abad, vocês duas na prova poderiam até criar uma estratégia de competição, comente um pouco sobre este assunto:

 

Infelizmente, mesmo classificada, não irei fazer a prova Long distance 18km. Tenho certeza que eu e Aline Abad iríamos usar do espírito de equipe que está presente durante esses dias na China como estratégia para um bom resultado. As inscrições são por modalidade e muito caras, como não consegui o valor suficiente para as três modalidades, optei pelo técnico, que era meu foco principal e o Sprint, me poupando um pouco para o PASA (Pan-americano de surf e Sup), onde vou representar o Brasil no Peru logo depois do Isa Games. Tenho certeza que a Aline vai nos representar com excelência, ela está focada e bem treinada. Acredito que cada uma está fazendo o que mais gosta

SUPCLUB: Mande um recado para todos que torceram por você aqui no Brasil durante estes dias:

Para a galera do Brasil me resta dizer um muito obrigado por tudo! Pela torcida, pelas mensagens de apoio, de estímulo. Todos sempre mandando uma vibe muita boa e com certeza conectando comigo no momento da prova. Me mantive muito tranquila e sei que essa vibração positiva me ajudou muito. Vocês são demais. Estou super feliz e focada nas próximas missões.

IMUA!

Veja também
Brazilian SUP Storm

Brazilian SUP Storm

Outiside Movimentado

Mordida de tubarão

Mordida de tubarão

Incidente em Noronha

Sup Brasileiro de Luto

Sup Brasileiro de Luto

Gilson Alecrim

Briga continua

Briga continua

CBSurf anuncia suspensão

Nicarágua

Nicarágua

Escola de tubos

Gênio das previsões

Gênio das previsões

Walter Munk deixa seu legado

Planeta em choque

Planeta em choque

Navegação prejudicada

Hawaii 1.6

Hawaii 1.6

Ganhando experiência

Coreia do Surf

Coreia do Surf

Wavegarden vai à Ásia

Daniel Ferlin

Daniel Ferlin

Sonho Havaiano

Tecnologia em alta

Tecnologia em alta

Quilhas High-Tech

Litígio na CBSurf

Litígio na CBSurf

Reviravolta no Nordeste

Ceará

Ceará

Swell de SUP

Volta 360°

Volta 360°

118 km em 4 dias

Honolua Blomfield

Honolua Blomfield

Elegante e sofisticada

Made in China

Made in China

Mistério Oriental