MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Recife artificial
Projeto avança em Maricá
Por Redação SupClub em 19/01/19
Prefeitura de Maricá destina verba de R$ 19 milhões para implementar recife artificial na cidade em 2019.
757x405
Sonho antigo dos surfistas, Praia da Barra de Maricá pode ter ondas de classe mundial. Foto: Divulgação

 

 

Projeto antigo e sonho de muitos surfistas da região, a Praia da Barra de Maricá (RJ) pode estar prestes a receber um recife artificial, de acordo com informações do site local Maricá Info.

No início deste ano, uma dotação orçamentária para a Empresa Pública Obras de Maricá (SOMAR) prevê o investimento de R$ 19 milhões para a construção dos Recifes Artificiais, que deverão ser instalados em pontos estratégicos com o objetivo de fomentar não somente o esporte, mas também o turismo.

O projeto foi iniciado em 2013 e é desenvolvido pela Aram (Arrecifes Artificiais Móveis). Nascida em 2005, a companhia faz parte da incubadora de empresas do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Segundo Maurício Carvalho de Andrade, diretor da Aram, o recife artificial impulsionará o turismo marítimo no Estado do Rio de Janeiro, ao incentivar a prática do surfe e melhorar as condições de balneabilidade.

Em Maricá, como grande parte das ondas quebram quase na areia, as estruturas ficarão a 60 metros da praia, com expectativa de gerar ondas perfeitas para surfe durante todo o ano.

Os detalhes do projeto dos recifes artificiais ainda serão divulgados pela Prefeitura de Maricá, que já destinou a verba para implementar o projeto em 2019. Para que a estrutura comece a ser construída e fique pronta no próximo verão, a Prefeitura tem trabalho duro no edital de licitação, que é muito complexo e vem sendo desenvolvido e modificado há anos, desde que a ideia de levar um recife artifical a Maricá ganhou força.

O município também se credencia para receber grandes eventos de surfe, de acordo com o engenheiro costeiro Guilherme Aguiar, autor do projeto em Maricá e presidente da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ). No ano passado, Maricá recebeu um evento de alto nível promovido pela FESERJ com as categorias Profissional e Amador. Com o intuito de atrair mais atletas, a competição está confirmada em 2019 e terá a premiação fortalecida pela Prefeitura.

Caso o fundo artificial seja concluído com êxito, a Prefeitura vai se preparar para tentar promover uma etapa de peso do Qualifying Series, circuito qualificatório da World Surf League (WSL).

Veja também
Brazilian SUP Storm

Brazilian SUP Storm

Outiside Movimentado

Mordida de tubarão

Mordida de tubarão

Incidente em Noronha

Sup Brasileiro de Luto

Sup Brasileiro de Luto

Gilson Alecrim

Briga continua

Briga continua

CBSurf anuncia suspensão

Nicarágua

Nicarágua

Escola de tubos

Gênio das previsões

Gênio das previsões

Walter Munk deixa seu legado

Planeta em choque

Planeta em choque

Navegação prejudicada

Hawaii 1.6

Hawaii 1.6

Ganhando experiência

Coreia do Surf

Coreia do Surf

Wavegarden vai à Ásia

Daniel Ferlin

Daniel Ferlin

Sonho Havaiano

Tecnologia em alta

Tecnologia em alta

Quilhas High-Tech

Litígio na CBSurf

Litígio na CBSurf

Reviravolta no Nordeste

Ceará

Ceará

Swell de SUP

Volta 360°

Volta 360°

118 km em 4 dias

Honolua Blomfield

Honolua Blomfield

Elegante e sofisticada

Made in China

Made in China

Mistério Oriental