MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
The Woman SUP Challenge
Relato da Expedição ao Rio São Francisco
Por Alex Araujo em 01/08/18
Expedição ao Rio São Francisco de SUP foi uma experiência que ficará eternizada na memória dos participantes.
Expedição Rio São Francisco. Foto: Divulgação
Expedição Rio São Francisco. Foto: Divulgação

 

Podemos resumir em duas palavras, Fantástico e Incrível. Realizada no último dia 28 de julho,  a expedição ao Rio São Francisco de SUP foi uma experiência que ficará eternizada na memória dos participantes.

Composta por 10 expedicionários sendo 4 mulheres e 6 homens, onde os homens tiveram apenas um  papel secundário nesta edição que foi realizada por JotaSUP (instrutor de SUP da EscolaSUPPE, certificado pela CBSUP  e também fotógrafo profissional).  A idéia original foi proporcionar às mulheres a experiência única em remar pelas águas do Velho Chico, partindo da cidade de Piranhas em Alagoas até o município de Pão de Açúcar também em Alagoas, totalizando 44 km de remada, onde o principal adversário é o vento e não a distância em si.

Sendo totalmente autosuficientes em termos de alimentação e hidratação, as mulheres deram um show de coragem e determinação ao querer participar deste desafio.

A jornada comecou na madrugada do dia 27 de julho com a partida da van de Natal - RN com o integrante Josenildo Araujo  (Nildo) e parada em Recife - PE para embarque do restante da turma, as remadoras Patrícia Gomes, Raquel Laureano, Juliana Dias e Mirella Borba. Entre os remadores de Recife, Eduardo Antônio, José Carlos (Lilo), Pedro Henrique,  Emilson Sérgio e por último JotaSUP que foi o guia oficial e facilitador do desafio.

Os quase 500 km que separam Recife de Piranhas foram de muitas expectativas e ansiedade, pois para a maioria seria a primeira vez que estariam remando nas águas do Velho Chico.

Dentre muitas conversas, risadas e situações engraçadas chegamos ao nosso primeiro destino, uma paradinha nos cânions.  Escolhemos o Restaurante Show da Natureza, que sempre dá um apoio muito bacana para os praticantes de sup. Lourival Gomes proprietário do estabelecimento está sempre de braços abertos para todos! Localizado há poucos metros da Gruta do Talhado, é estrategicamente bem localizado para um acesso rápido aos cânions.

Assim que a van se aproximou dos cânions foi uma emoção geral da turma, que aos gritso de alegria desembarcaram e rapidamente cada participante pegou sua prancha e pulou na água literalmente.

Remadinha curta para o primeiro contato com as águas do São Francisco, a equipe de expedicionários remaram em direção a Gruta do Talhado, muitas risadas e espanto pela altura dos paredões de arenito. Sim, arenito. Aquelas rochas na verdade não são rochas. formam um paredão de arenito que estão em constante erosão pelos ventos e fatores naturais. A turma também subiu no altar do São Francisco e algumas solteiras ensaiaram promessas que vamos ver se realmente cumprem. Após a remada leve, retorno para o restaurante onde o Lourival preparou um almoço especial para a turma ficar forte para o dia seguinte.  Barriga cheia, pé no mundo. Partimos para Piranhas Velha, sítio histórico cheio de histórias incríveis, desde o Imperador Dom Pedro II que chegou de navio até Piranhas em 18 de outubro de 1859 e de lá foi a cavalo para as cachoeiras em Delmiro Golveia. Também temos a rota do Cangaço. De Piranhas partiu o grupo de policiais que matou Lampião, Maria Bonita e boa parte do bando, onde tiveram suas cabeças expostas na praça da cidade.

Em Piranhas, após acomodações, um passeio pela cidade super agradável replata de turistas de todo o país.  Mais um lanchinho e descanso para logo cedo no sábado dia 28 dar início a jornada!

Às 7 horas da manhã do sábado, com um céu nublado e uma multidão no porto devido a uma festa e missa em Angico, partimos com destino a Pão de Açúcar.  Coração a mil pela emoção de estar remando no rio São francisco. Aguas muito claras e fria, correnteza fraca ainda, seguimos descendo passando pelas rochas às margens onde se formam alguns redemoinhos... alguns tombos da prancha, muitas risadas.

Durante todo o percurso tivemos o tempo nublado que se certa forma foi legal pois amenizou o calor, em alguns momentos chegou a chover forte e com ventos contra que não foi de muita dificuldade para vencê-los.  Entre muitas paradas nas pequenas ilhas pedregosas para banhos e lances, pequeno descanso, muita conversa e admiração pelo lugar, conseguimos manter o cronograma. Após cerca de 25 km de remada como programado, alcançamos nosso ponto para montagem do acampamento. 

Desembarcamos numa pequena prainha de areia e pedras onde podemos montar o camping às margens do rio. Cenário maravihoso. Corremos para montar as barracas e uma tenda improvisada para os integrantes que não levou barraca de camping. Em poucos minutos estava tudo pronto. Tenda e barraca armadas, fogueira acessa, jantar e cai uma chuva que durou pouco. Céu nublado, mas eis que às 1:00 hr o céu limpa e aparece a lua cheia e um céu maravilhoso, todo iluminado que parecia ser dia.  Os integrantes que estavam ainda acordados, puderam contemplar este visual divino. 

Pela manhã, às 5hs da matina. Toque da alvorada indicando o sinal para levantar, tomar café e partir. A lua ainda estava radiante quando partimos. Desta vez o céu estava lindo, azul e quase sem núvens.  Trecho mais raso do percurso, a correnteza favoreceu a remada, fazendo render bastante.

Várias paradas para banhos, sem vento... a correnteza agindo como se fosse uma hidromassagem para deleite da turma. Oh, São Francisco como nos agraciou com este último dia que ficou eternizado!

Chegamos em Pão de Acúcar por volta das 10 horas da manhã. Todos emocionados com a aventura e desafio cumprido. Mesmo antes de terminar a jornada os integrantes já estavam planejando retornar para uma segunda etapa ainda a ser definido o percurso, mas que seria nas águas do Velho Chico.

Desembarcando na prainha de Pão de Açúcar, almoçamos um delicioso peixe frito e cozido e logo após todo o processo de carregar as pranchas, prender no reboque e retornar para Recife e Natal.

Saudosos partimos com a sensação de ter nosso coração e mentes ainda no rio.

A experiência foi maravilhosa e estamos já organizando a próxima. Para pessoas interessadas em participar, podem entrar em contato com o JotaSUP no (81) 99726-4932 ou através do email jota@suppe.com.br

Em breve as fotos estarão em exposição.  Algumas fotos da expedição estão no IG oficial em www.instagram.com/expedicaoriosaofrancisco

 

 

Veja também
Treino Cancelado

Treino Cancelado

Downwind x Lagosta

SUP Moments

SUP Moments

Luz, Câmera..Ação!

Dicas do Mestre

Dicas do Mestre

Organizar uma expedição

Kopa de Foil

Kopa de Foil

Mizo relata a experiência

Super Womam

Super Womam

Big rider Andrea Moller

Go Fast

Go Fast

Arthur Santacreu

Peñascal SUP Pro

Peñascal SUP Pro

Atletas botam para baixo

Patrice Chanzy

Patrice Chanzy

Sintonia com o mar

Carta dentro do Baralho

Carta dentro do Baralho

Arthur Santacreu chega junto!

Por dentro do SUP

Por dentro do SUP

Fúria de Titãs

Grande Conquista!

Grande Conquista!

Brasil no topo!

WSL anuncia dirigente

WSL anuncia dirigente

Erik Logan

Jogos Radicais Urbanos 2018

Jogos Radicais Urbanos 2018

Atletas treinam no Parque das Nações

Nicole é penta!

Nicole é penta!

Atleta conquista seu 5º título Brasileiro

Filho do Gato

Filho do Gato

Leco tricampeão de Sup Wave 2018

Sangue novo na elite

Sangue novo na elite

Aline Abad