MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Leitura Dinãmica
SUP Amador em alerta!
Por Alex Araujo em 06/12/18
SUp amador pede atenção e atletas se organizam para pedir mudanças na categoria.
1772x1181
Circuitos regionais fomentam o sup amador Foto: Arquivo

 

Já faz algum tempo que venho escutando algumas reivindicações dos atleta do circuito brasileiro de sup race, na categoria amador. De norte a Sul do Brasil, pude escutar algumas reivindicações, muitas com proposito significativo e algumas não tão expressivas, não que deixem de ser importantes, mas que não formam uma linha de raciocino coletivo e sim mais particular.

Estou há muitos anos no Circuito Brasileiro, para ser mais exato desde sua criação e vi muitos atletas das categorias de base migrarem para a categoria principal e se formarem atletas de expressão, poderia citar muito deles, mas prefiro me abster de eleger algum nome, para não pecar e esquecer de alguém. O fato é que as categorias de base são muito importantes para o crescimento e também para fomentar nosso esporte, já que nas categorias de base é que formamos o futuro do nossos esporte.

O SUP por ser um esporte democrático e até certo ponto fácil de se praticar, atraiu um público muito grande para os eventos e campeonatos, o que proliferou um grande números de novos atletas que começaram a enxergar no esporte uma forma de estar primeiro se mantendo em forma e com isso poder estar nos eventos seja para confraternizar com os amigos ou mesmo com uma visão de se tornar um profissional. O que é certo é que este praticante tem que ser valorizado para que ele possa sentir que sua participação surtiu um bom efeito tanto para ele quanto para que os outros que o acompanham.

671x503
O esatdo da ahia sempre foi um grande celeiro de jovens promessas do SUP Brasileiro. Foto: Barra Paddle

 

Oriundo de outros esportes, como remo, surf, kite e Wind surf, pude acompanhar a evolução de cada um deles e mesmo com todo o déficit que existia no começo do surf ele foi o único que realmente se desenvolveu e tomou um lugar de alta importância em todas as mídias, patrocínios e organizações.

Este sucesso foi resultado de um grande trabalho de todos os que fizeram parte do início dos grandes festivais no Brasil, eu mesmo como competidor amador na época sempre fazia questão de ir aos campeonatos, pois além da visibilidade, troféus, sempre tinham uma premiação para a categoria, fosse um kit ou nos melhores eventos até prancha de surf para os campeões da categoria. Na grande realidade o prêmio no fundo não era tão relevante, mas sim a atitude dos organizadores e dirigentes de valorizar a categoria amadora, tendo a visão de que estes seriam os futuros atletas que estariam formando novos praticantes.

A matemática é bem simples, um novo atleta da categoria kids ou júnior, não pode viajar sozinho então ele é um cliente de alto potencial, pois na maioria das vezes viaja com a família ou com pelo menos um acompanhante, e isso gera além de inscrição para o evento, lucro para a rede hoteleira, alimentícia e outros segmentos. Então só nesta equação já temos um número bem interessante seja para o organizador quanto para a federação.

840x560
O circuito cearense de SUP vem ganhando destque a cada ano pela organização e valorização da categoria. Foto: ASUPCE

 

No que se toca a categoria amadora temos que ser sinceros que pelo menos no nosso esporte o número de profissionais são bem menores perto dos atletas que formam o circuito amador.

Sem desvalorizar os atletas da elite no qual eu faço parte, mas a grande realidade é que se pegarmos o ranking dos amadores podemos ver a grande quantidade de atletas perto dos profissionais. E este número poderia ser  maior se organizadores enxergassem o grande potencial destes atletas no que se refere a “clientes”, pois isso é que nós somos, pagamos para competir consumimos os produtos então temos o direito de ter um serviço à altura.

Bem sei todo o trabalho que foi realizado pela entidade desde 2011 para  o crescimento de nosso esporte e pude acompanhar de perto todos os passos para chegar onde estamos hoje, mas a categoria amadora precisa sim de mais cuidado e uma maior valorização.

Alguns pontos que acho que seriam relevantes,:

- Premiação para a categoria ( Kits, assessórios e etc..)

- Ranking atualizado pela categoria de cada participante

- Inscrição com valor diferenciado da categoria profissional

- Um número limitado de isenção para as categorias, júnior e kids

 

Estes tópicos que coloquei acima foi fruto de uma pesquisa com mais de 100 atletas da categoria, onde todos foram unanimes em ressaltar estes pontos.

1772x1181
Atletas amadores Foto: Divulgação.

 

Sabemos que que muitos destas reivindicações não são de total responsabilidade da entidade, mas que a entidade como órgão maior do esporte tem como expor e idealizar isso junto aos organizadores, pois a receita é simples um evento com amadores a taxa de inscrição é bem mais interessantes, pois além de um grande número de atletas que já fazem parte do circuito esta valorização irá chamar a atenção de novos atletas e de muitos outros que desistiram de estar nos evento devido a frustrações de anos anteriores.

Uma coisa é certa algo precisa ser feito, pois senão a cada ano teremos um número menor de praticantes na categoria, e não teremos troca de guarda na categoria profissional.

Vale a pena lembrar que tirando os atletas da Bahia que são 4 ou cinco ou hoje na categoria profissional o restante dos atletas mesmo com pouca idade são veteranos de eventos do Circuito Brasileiro.

 

Mahalo!!


Veja também
Troca de experiência

Troca de experiência

Guilherme Cunha

Mestre do Mar

Mestre do Mar

Desafios Esportivos X Desafios Corporativos

Moah Jessika

Moah Jessika

Guerreira brasileira em terra oriental

ISA World SUP 2018

ISA World SUP 2018

Família Paddleboard de Luto

Por dentro do SUP

Por dentro do SUP

Sup wave tem seu valor!

Brasil no topo

Brasil no topo

Luiz Diniz bicampeão mundial ISA

De olho no Circuito

De olho no Circuito

Categoria 14 pés

ISA WORLD SUP 2018

ISA WORLD SUP 2018

China recebe os Brasileiros

Lobos do Mar

Lobos do Mar

Experiência de vida no esporte

Por dentro do SUP

Por dentro do SUP

A Maratona começou

Lokomaikaii

Lokomaikaii

ALOHA!

Mulheres de Peso

Mulheres de Peso

Big rider Andrea Moller

Tecnologia em alta

Tecnologia em alta

Quilhas High-Tech

Evolução da categoria

Evolução da categoria

PASA anuncia mudanças para 2019

Lobos do Mar

Lobos do Mar

Ivan Mundim