MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Foco no título
Vnni Martins Aproveitamento 100%
Por Alex Araujo em 26/09/18
O líder do ranking conversa com o Supclub.
1600x1067
Vinnicius Martins Foto: Arquivo Pessoal

 

A poucos dias da terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Sup Race que rola este final de semana em Ilhabela, o líder do ranking, Vinicius Martins bate um papo com o SupClub, confira a matéria

 

Acompanho sua trajetória no SUP desde o começo e você sempre foi um remador forte quando o assunto se trata mar aberto, as condições de Búzios lhe favoreceram para está característica?


Com certeza, Búzios oferece muitas condições de mar e de vento diferentes, no mesmo dia você pode fazer um downwind, surfar de race ou remar em um canal, e não posso negar que prefiro mil vezes as duas primeiras opções que a terceira.

Você vem do windsurfe e isso lhe dá um grande diferencial em navegação, no Hawaii isso lhe ajudou nas provas?

Me ajudou muito, tecnicamente e me deu bastante intimidade com o mar, mas além de me ajudar dentro d’água, tenho grandes amigos no Hawaii que conheci através do windsurf e me ajudaram muito nesses últimos anos nas minhas idas ao arquipélago.

2048x1350
Vinni no peltão da frente no Euro Tour Belgic, Vinicius Martins. Foto: Euro Tour

 

Já faz alguns anos que você corre as etapas do mundial em paralelo fazia algumas aparições bem convincentes em algumas etapas do brasileiro, estes anos correndo as etapas internacionais lhe deram bastante bagagem, o que você viu é vivenciou que mais lhe impressionou?

 

É difícil destacar uma única coisa, mas conviver com os melhores atletas de SUP do mundo me ensinou bastante, acho que também ajuda muito quando você se sente parte daquele grupo de pessoas, não os vê como “seres superiores”, uma coisa interessante que percebi é que como a maioria dos atletas de SUP do Brasil, os melhores do mundo são pessoas que realmente desfrutam estar dentro d’água e se divertir com o sup.

 

Este ano está sendo muito bom para você, duas etapas, duas vitórias, como você programou estes resultados?

 

Estou feliz em estar liderando o circuito brasileiro, mas não foi nada planejado, eu e o Marcelo Borges meu treinador temos as provas internacionais como objetivo principal, ele sempre me orientou dizendo que essa é a melhor maneira de evoluir e fazer uma carreira bem sucedida no SUP, e eu respeito muito o que o Marcelo fala, por que pra mim é um dos caras que mais entende de esporte profissional no Brasil, treinou os melhores triatletas da história do nosso país, fez a preparação física da seleção brasileira de tênis na Copa Davids entre outras coisas.

Mas como as duas primeiras etapas foram em datas que nós julgamos que não atrapalhariam os treinos eu participei e no momento estou liderando o circuito. Eu admiro muito o trabalho que a CBSUP faz, é com certeza o melhor circuito nacional do mundo e eu ficaria muito feliz em ser Campeão Brasileiro, mas o objetivo continua sendo ter os melhores resultados possíveis nos eventos internacionais.

2048x1365
Chegada Agios Nikolaos, Vinnicius Martins. Foto: Divulgação

 

Qual equipamento está usando?

 

Pranchas e remos JP- Australia, pra mim uma das oportunidades mais legais que estou tendo com o SUP é trabalhar no desenvolvimento das pranchas de race da JP, nos últimos dois anos fui a Thailândia na fábrica pra testar as pranchas, e trocar ideia com o shaper deles que sabe muito e ajudar a fazer as pranchas que vão entrar em produção e serem vendidas no mundo todo é uma sensação muito legal !

Agora comecei a usar as quilhas Black Project, eu não acreditava que as quilhas pudessem fazer tanta diferença na performance no SUP Race ( No SUP surf com certeza as quilhas mudam tudo) mas nessa minha última viagem ao Oregon conversei sobre isso com o Connor (Baxter) e Fiona (Wylde ) e os dois falaram, Vinni, testa essas quilhas e depois me diz se mudou de idéia, peguei uma emprestada e a diferença foi nítida!

640x960
Chegada Molokai Oahu , Vinnicius Martins Foto: Divulgação M2O

 

Como estão as rotinas de treino?

 

VM: A rotina de treinos agora volta a normalidade depois de algumas semanas mais tranquilas depois da Molokai 2 Oahu.

Uma das características mais legais dos treinos com o Marcelo Borges é que através do feedback que passo, ele sempre sabe a hora de pegar pesado e também a hora de tirar um pouco a mão, dessa maneira me mantenho saudável e motivado !

 

Sempre vejo seu pai e seu irmão nas etapas com você, está estrutura familiar faz uma grande diferença na vida de um atleta, fale um pouco sobre o assunto:

Com certeza, acho que minha família é o principal motivo de minha carreira estar indo bem até hoje. Meu pai sempre me incentivou muito e nunca me botou pressão, ele curte e acompanha muito o esporte e sempre tem coisas positivas pra me falar depois de uma competição ! É legal porque isso ajuda a manter um equilíbrio, de um lado eu me cobro muito, do outro minha família me ajuda a relaxar.

Meu irmão também me ajuda bastante porque entende muito de equipamento e técnica então sempre puxa minha orelha quando estou dando mole em algum ponto.

Obrigado pela oportunidade de dar essa entrevista !

Vejo vocês na água !

Veja também
Pacific SUP Challenge 2019

Pacific SUP Challenge 2019

Diário de bordo

Reef artificial

Reef artificial

Webber cria conceito

Laird Hamilton

Laird Hamilton

Sessão quilométrica

Pacific SUP Challenge 2019

Pacific SUP Challenge 2019

10 dias no Pacífico

Danilo Couto

Danilo Couto

Big rider movimenta Salvador

FGSUP

FGSUP

Desenvolvimento é o foco

Surfland

Surfland

Piscina é realidade

SUP World

SUP World

Zane Schweitzer

SUP Extremo

SUP Extremo

Pacific Crossing Peanut

Seventy 48

Seventy 48

Brasil no lugar mais alto no pódio

Expedição

Expedição

Palestra Travessia Mar de Dentro

San Bartolo

San Bartolo

Talento Local

El Salvador

El Salvador

Terremoto atinge litoral

Motaury Porto

Motaury Porto

Chicama revisitada

Surf Trunk

Surf Trunk

Vans lança bermuda

Pranchas liberadas

Pranchas liberadas

American entra na onda