MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
SupClub
Um pequeno povoado chamado Bototito
Por Redação SupClub em 10/04/15
Seguindo com sua expedição pelo Equador, Andre Torelly relata a experiência de conviver com locais e surfar de SUP altas ondas em um pico pouco conhecido.

Por André Torelly

O maior objetivo da viagem para o Equador era realmente conhecer a cultura local e procurar picos perfeitos para o stand up paddle surf. Montañitas é o destino mais conhecido no país, tem toda infra estrutura necessária para o turismo, então decidi sair da zona de conforto e ir em busca de povoados.

GALERIA DE IMAGENS - CLIQUE AQUI

A intenção nestes dias era conviver com pessoas que moravam lá, nas mesmas condições para poder sentir como é a vida nestes locais. Viajando de ônibus pela costa parei em uma pequena praia chamada La Entrada, de lá caminhei atrás de um local para ficar, cheguei a uma pequena vila de pescadores com alguns surfistas, chamada Bototito. Na vila encontrei pessoas muito humildes e pobres que dependiam da pesca para viver. Ao chegar, causei um pouco de espanto. Estrangeiros são raros nessa região. Pelo olhar incrédulo dos moradores, acredito que o pensamento recorrente era: “O que um turista cheio de bagagem está fazendo aqui?”.

Fui muito bem recebido por um morador surfista chamado Cristian, que ofereceu sua pequena e humilde casa para eu ficar. Neste povoado vivi uma experiência incrível. Percebi que necessitamos de muito pouco para ser feliz, as pessoas não tinham praticamente nada, apenas algumas galinhas, cachorros e gatos. Sua moeda de troca era o peixe, mas o mais incrível era a felicidade de todos, com o sorriso sempre estampado no rosto.

As ondas eram incríveis, um fundo de areia perfeito garatia uma formação excelente.

No último dia no vilarejo fui convidado para fazer a pesca artesanal junto com os moradores. Foi uma grande honra. Saímos às 5h da manhã e pude presenciar a alegria daquelas pessoas ao retirar suas redes cheias de peixes, garantindo o sustento do povoado. 

Ao ir embora tentei pagar pela hospitalidade e por tudo o que Cristian tinha me proporcionado, mas o mais incrível foi que ele não aceitou meu dinheiro e ainda me tratou como se eu fosse um amigo de longa data. Fiquei muito emocionado com esta atitude e consegui que pelo menos aceitasse uma camiseta minha como agradecimento.

Agora sigo para uma praia secreta no Equador. Pegarei dois ônibus e uma moto táxi, chamada "tuk tuk", e mais 30 minutos de caminhada, espero encontrar boas ondas por lá!

Veja também
SupClub

SupClub

Uma esquerda chamada Pavones

SupClub

SupClub

Um ano na busca

SupClub

SupClub

Galeria de imagens de SUP em Bototito

SupClub

SupClub

De SUP e mochila pelo Equador

SupClub

SupClub

La Ruta 9 - Uruguay

SupClub

SupClub

Descobrindo os segredos de Uspallata

SupClub

SupClub

1 remo e uma busca no Chile

SupClub

SupClub

1 Remo e uma Busca na Costa Rica:

SupClub

SupClub

Aventuras no Velho Mundo

SupClub

SupClub

No fim do mundo

SupClub

SupClub

Coluna Ultra Paddle Run: Vola à Ilha do Mel

SupClub

SupClub

Ultra Paddle Run