MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Lokomaikaii
Nunca pule uma canoa havaiana!
Por Redação SupClub em 12/12/18
Cultura polinésia com nossa colunista Luiza Perin.
Por Luiza Perin 

1600x900
Lokomaikaii Foto: Divulgação.

 

 

Na semana passada escrevi sobre a misteriosa tradição de não se levar banana na canoa. Se você já escutou isto e nunca encontrou uma explicação, vai lá no texto, vê se concorda com meus estudos e depois me conta no insta @voudecanoa ! (link do texto:http://supclub.waves.com.br/supclub/canoagem/o-misterio-da-banana-na-canoa)
 
Recebi perguntas sobre outras tradições praticadas no esporte e por isso resolvi continuar o assunto. Quem já ouviu sobre a tradição de não se poder pular a canoa quando ela se encontra na areia? Se queremos atravessar para o outro lado, é preciso dar a volta na embarcação de 14 metros de comprimento, mas nunca passar por cima dela. 

Acho engraçado quando transmito este ensinamento sobre a cultura do esporte para novos remadores. Os mais céticos desafiam: “E o que vai acontecer se eu pular?”.  Para isto, me desculpem, eu não tenho a resposta. Já os mais sensíveis arregalam os olhos, percebem o misticismo que envolve a prática e ainda demostram cuidado perguntando: “Esta regra se aplica também para a ama?”

A canoa é a principal expressão cultural do povo do Pacífico. Para se lançar às grandes travessias oceânicas era preciso confiar em suas embarcações tanto quanto confiavam em si mesmos. Assim, tratavam suas canoas com respeito, como se fossem uma entidade ou um membro da família. Não pular a embarcação é sinônimo de respeito e reverência à canoa. Não passamos por cima dela assim como não passamos por cima de uma pessoa que esteja deitada na areia pegando sol. A gente desvia, passa pelo lado. Esta é a visão sobre a canoa: como se ela fosse alguém. 

Muitos dirão: “Ah, mas eu já vi havaianos ou taitianos legítimos pulando a canoa!” Eu também.

Mas prefiro buscar referências com os havaianos ou taitianos  que resgatam as raízes do esporte na cultura e nas suas tradições. Quanto a estes, já conheci alguns e são os que mais têm riquezas a transmitir. 

259x194
Lokomaikaii Foto: Divulgação.

 

 

Não tenho histórias de nada de ruim que tenha acontecido quando vi pessoas pulando a canoa. Mas todas as vezes que vejo a cena censurada logo penso: “putz, pulou!”. Incorporei a superstição de verdade e é mais ou menos o mesmo sentimento de quando vejo um par de chinelos virados para baixo: sinto uma vontade involuntária de desvirá-los. Quem tem isso? 

Aloha e até a próxima semana!
Veja também
Mestre do Mar

Mestre do Mar

Palavra do capitão

Lokomaikaii

Lokomaikaii

E Ala E - Um Canto ao Sol Nascente

Mestre do Mar

Mestre do Mar

Invasão desordenada!

Canoa para todos

Canoa para todos

São Sebastião é destaque em canoagem

Mestre do Mar

Mestre do Mar

Manobras de segurança

Mestre do Mar

Mestre do Mar

A banalização dos acidentes de remo.

Lokomaikaii

Lokomaikaii

O Mistério da Banana na Canoa

Va’a nos seus sentidos

Va’a nos seus sentidos

Inclusão pela Canoa Havaiana!

Mestre do Mar

Mestre do Mar

Surf de Canoa: Emoção e Perigo

Rumo Norte Expedições

Rumo Norte Expedições

Rio Arapiuns

Mestre do mar

Mestre do mar

Riscos nos esportes a remo

POA VA'A e Sava Clube

POA VA'A e Sava Clube

Movimenta Zona Sul

Lokomaikaii

Lokomaikaii

“Com quantos paus se faz uma canoa?”

Instituto São Sebá Va'a

Instituto São Sebá Va'a

Va'a com saúde

IMUA Ceará

IMUA Ceará

Downind de OC4