MENU COMPETIÇÕES GUIA WAVESCHECK
Projeto Remo sem Fronteiras
Futuro em forma de remo
Por Alex Araujo em 18/10/18
Conversamos com Sergio Oliveira e podemos entender melhor deste projeto que leva esperança em forma de remos em Salvador.
1122x750
Projeto Remo sem Fronteiras. Foto: Arquivo

 

O projeto Remo sem Fronteiras visa democratizar o acesso ao esporte de remo a 60 crianças, jovem e adulto em situação de vulnerabilidade social e deficiente, transformando-o em instrumento educacional, através das modalidades de remo. A realização da inciativa contribui para formação cidadã, intelectual e técnica dos participantes, visando a inclusão social, combate a discriminação e vulnerabilidade.

Realizado desde 2006, o projeto Remo sem Fronteiras oferece aulas gratuitas de Remo Olímpico adaptado para 30 jovens e adultos com deficiência física no Polo do Parque de Pituaçu e aulas de Stand Up Paddle para 30 crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social no Polo Gamboa de Baixo.

1080x718
Projeto Remo sem Fronteiras. Foto: Arquivo

 

O Projeto REMO SEM FRONTEIRAS incentiva a transformação social, através da prática do esporte oferecendo também lazer e cultura aos alunos mantendo e coordenando diversas ações voltadas à melhoria da qualidade de vida através da arte, cultura, lazer e educação nas comunidades. Objetivando compartilhar as atividades com outras comunidades costeiras, desenvolvemos atividades coletivas e itinerantes contribuindo com a redução de conflitos sociais, inclusão e desenvolvimento familiar e individual de crianças, jovens e adolescentes em situação de risco.


Confira a entrevista com Sérgio Oliveira:

SUPCLUB: Quantas crianças assistidas até hoje?

SERGIO OLIVEIRA: O projeto atendeu um total de 500 jovens e pessoas com necessidades especiais desde seu início no ano de 2000.

 

SUPCLUB: Como funciona o treino da garotada?

SERGIO OLIVEIRA:  O projeto está dividido em duas partes:

Atendimento a crianças, adolescentes e pessoas com necessidades especiais oferecendo atividades de remo duas vezes na semana e temos a equipe de alto rendimento onde os treinos são cinco vezes na semana.

 

1080x1080
Projeto Remo sem Fronteiras. Foto: Arquivo

 

SUPCLUB: Muitos dos principais remadores de salvador foram crias do projeto?

 

SERGIO OLIVEIRA: Grande parte dos remadores aqui de salvador são ou passaram pelo projeto, a maioria ainda permanece, mas outros seguiram outros caminhos por escolhas próprias de se filiarem a outros clubes de Salvador. Grande parte desses atletas foram infelizmente assediados por oportunistas. O projeto não prende ninguém, mas, só pedimos o respeito de saberem entrar e sair, culpa mais dos pais que se venderam por promessas de uma prancha nova.

SUPCLUB: O que preciso para fazer parte do projeto?

SERGIO OLIVEIRA: Ser moradores de comunidades carentes, estarem matriculados na escola e ter idade entre 07 a 17 anos.

SUPCLUB: Qual as modalidades oferecidas pelo projeto?

SERGIO OLIVEIRA: Temos atualmente três modalidades oferecidas pelo projeto.

Remo Olímpico desde o ano de 2000 onde obtemos a medalha de bronze olímpica com a equipe paraolímpica em 2008 na China sendo a primeira medalha brasileira de remo em olímpiadas. Stand up Paddle desde 2013 e canoa havaiana desde 2015. Em 2019 teremos mais uma modalidade que será o surfisky totalizando 4 modalidades oferecidas.

1080x718
Projeto Remo sem Fronteiras. Foto: Arquivo

 

SUPCLUB: Quais as empresas que apoiam o projeto?

 

SERGIO OLIVEIRA: No início do projeto no ano de 2000 tivemos apoio de duas empresas a CETEAD e Fundação ADMonde adquirimos os primeiros 06 barcos de remo olímpico. No ano de 2010 a empresa Suiça Victorinox entrou com um importante patrocínio que foi até o ano de 2016 onde conseguimos a compra de muitos equipamentos como novos barcos do remo olímpico para iniciantes e barcos de competição, compramos 10 máquinas de remo indoor, 20 pranchas de stand up e 01 canoa havaiana OC6. Atualmente o projeto não tem nenhum tipo de apoio ou patrocínio.

 

SUPCLUB: Como patrocinar o projeto?

SERGIO OLIVEIRA: Pode entrar em contato pelo telefone 71 992953757  pelo e-mail sergioremo18@gmail.com e pelo site remosemfronteiras.com.br

 

OBSERVAÇÃO: A filosofia do projeto e de oferecer uma atividade esportiva para melhor formação do cidadão além da melhora da qualidade de vida, aumento da autoestima e reabilitação física das pessoas com necessidades especiais.

A EQUIPE E UMA PARTE PEQUENA DO PROJETO OFERECE, AQUI NO PROJETO OFERECEMOS EDUCACAO, LAZER, CULTURA E ESPORTE.

720x450
Projeto Remo sem Fronteiras. Foto: Arquivo

 

HISTÓRICO


Iniciado em 2006 em comunidades de Salvador, o Projeto REMO SEM FRONTEIRAS trabalha simultaneamente com os quatro pilares da educação: aprender a aprender, aprender a ser, aprender a conviver e a aprender a fazer.

Na categoria Remo Adaptado, o Remo Sem Fronteiras já envolveu cerca de 50 atletas que, ao longo desses 9 anos, representaram o projeto em eventos nacionais e internacionais.

O projeto já possui grandes resultados ao longo da sua história:

2007 • 1º lugar na Seletiva do Mundial de Remo na Alemanha, garantindo a classificação de três atletas para o Mundial e classificação para Paraolimpíada de Pequim;
2008 • 04 atletas do Remo sem Fronteiras participaram da Paraolimpíada de Pequim; • Um atleta do Remo sem Fronteiras ganhou medalha de bronze, sendo esta a primeira medalha de bronze da história do Remo Brasileiro em competições paraolímpicas; • Um atleta do Remo sem Fronteiras ganhou o vice Campeonato no Mundial na Alemanha;

1080x718
Projeto Remo sem Fronteiras. Foto: Arquivo

 

CIDADANIA


A prática da cidadania será estimulada continuamente, para que as crianças e adolescentes se reconheçam enquanto sujeitos de direitos e deveres, desenvolvendo comportamentos, atitudes e práticas cidadãs respeitando a si, a todos e aos ideais do grupo ao qual está inserido.

Também será estimulada a participação de todos de forma igualitária e cooperativa, possibilitando, inclusive, que regras sejam adaptadas pelos alunos. Valores como cidadania, ética, solidariedade, respeito e compromisso serão norteadores de todas as práticas.

 

 

Veja também
Rumo Norte Expedições

Rumo Norte Expedições

Rio Arapiuns

Super Especial

Super Especial

Surf Adaptado em busca de recursos

Mestre do mar

Mestre do mar

Riscos nos esportes a remo

Lobos do Mar

Lobos do Mar

Ivan Mundim

ISA Games 2018

ISA Games 2018

Experiência na raia

SupClub-Guide

SupClub-Guide

Las Palmas

Gabi Sztamfater

Gabi Sztamfater

Rookie focada no tour

Super Especial

Super Especial

SUPerando Limites

Por dentro do Tour

Por dentro do Tour

O mundo de olho nas Canárias

Junior de peso

Junior de peso

Daniel Ferlin treina duro

Panhandle Paddle Classic 2018

Panhandle Paddle Classic 2018

Brasil chega junto

Rei e Rainha do Mar 2018

Rei e Rainha do Mar 2018

Animal e Aline vencem em Ubatuba

Final Feliz

Final Feliz

Remadores resgatados em Salvador

Rip Curl Guarujá Open

Rip Curl Guarujá Open

Luiz Diniz vence em casa

Rei e Rainha do Mar

Rei e Rainha do Mar

Evento rola em Ubatuba

Perigos do SUP

Perigos do SUP

Buscas continuam na Barra